SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 número2Estimativa dos parâmetros de crescimento para um pequeno peixe do Pantanal, Brasil: Moenkhausia dichroura (Characiformes; Characidae)O girino de Hypsiboas leptolineatus Braun e Braun, 1977, uma espécie do clado Hypsiboas polytaenius (Anura; Hylidae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984versão On-line ISSN 1678-4375

Resumo

MUNHOZ, CBR.  e  FELFILI, JM.. Fenologia reprodutiva da camada herbácea e subarbustiva de savana (Campo Sujo) na Reserva da Biosfera do Cerrado I, Brasil. Braz. J. Biol. [online]. 2007, vol.67, n.2, pp.299-307. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842007000200015.

O objetivo deste estudo foi analisar os eventos fenológicos na camada herbácea subarbustiva em relação à precipitação e às síndromes de dispersão das espécies em uma comunidade de Campo Sujo na Fazenda Água Limpa (FAL), Brasília-DF. O Campo Sujo é uma savana predominantemente herbácea com poucos arbustos e pequenas árvores. O clima da região é do tipo Aw, segundo a classificação de Köppen, com uma precipitação média anual de 1500 mm. Foram selecionadas as espécies que possuíam de 3 a 10 indivíduos, resultando em 61 espécies e 519 indivíduos amostrados. Os indivíduos foram observados quinzenalmente de outubro de 1999 a fevereiro de 2001. O fogo ocorrido na área dois meses antes do início do estudo estimulou a floração e a frutificação das espécies amostradas. A floração na comunidade apresentou-se distribuída por todo o período estudado com concentração de espécies florescendo na estação chuvosa. A produção de frutos foi similar, com a maioria das espécies amadurecendo seus diásporos do meio para o final da estação chuvosa. A correlação entre as espécies anemocóricas produzindo frutos maduros e a precipitação foi significativa e inversa. As espécies anemocóricas e autocóricas são dominantes na camada herbácea subarbustiva de Campo Sujo e determinam o padrão fenológico da comunidade.

Palavras-chave : fenologia; síndromes de dispersão; anemocórico; camada herbácea; Cerrado.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons