SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue3Total-Hg and organic-Hg in Cephalopholis fulva (Linnaeus, 1758) from inshore and offshore waters of NE BrazilKaryotype composition of some rodents and marsupials from Chapada Diamantina (Bahia, Brasil) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Biology

Print version ISSN 1519-6984On-line version ISSN 1678-4375

Abstract

ALBERTONI, EF.; PRELLVITZ, LJ.  and  PALMA-SILVA, C.. Fauna de macroinvertebrados associados a Pistia stratiotes e Nymphoides indica em lagos subtropicais (sul do Brasil). Braz. J. Biol. [online]. 2007, vol.67, n.3, pp.499-507. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842007000300015.

Este estudo foi realizado nos lagos dos Biguás e Polegar, ambientes de pequenas dimensões que se encontram em diferentes estágios sucessionais. O objetivo principal foi caracterizar a comunidade de macroinvertebrados, que vive associada ao estande de macrófitas aquáticas encontrado em cada um dos lagos, na tentativa de obter relações entre a comunidade, a saúde dos ambientes e a qualidade de água. As coletas foram feitas durante o ano de 2003. Em cada lago, foram avaliadas as concentrações de N e o P totais, o pH, temperatura, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, e determinadas as concentrações de clorofila a na água. A malha utilizada para a separação dos macroinvertebrados foi de 500 µ e os resultados de densidade foram expressos em 100 gramas de peso seco de macrófita. A triagem foi realizada sob estereomicroscópio e os organismos identificados até o menor nível taxonômico possível. Para cada comunidade foram calculados o Índice de Diversidade de Shannon-Wiener (H'), a homogeneidade de Pielou (J), a freqüência de ocorrência, a abundância e a riqueza de taxa. O Lago dos Biguás, em processo de eutrofização, apresentou durante o período estudado um grande estande de Pistia stratiotes. O Lago Polegar, oligotrófico, abrigou apenas pequenos bancos de Nymphoides indica. As comunidades de macroinvertebrados associados às macrófitas em cada lago foram consideradas significativamente diferentes (p < 0,05). Foram encontrados 67 taxa no Lago dos Biguás e 32 no Lago Polegar. Nos dois ambientes, a maior parte dos taxa foi considerada rara, com pouca dominância em poucos meses. As maiores densidades foram de Chironomidae, Daphniidae e Cyclopidae no Lago dos Biguás, e de Oligochaeta, Chironomidae e Coenagrionidae no Lago Polegar.

Keywords : macroinvertebrados associados às macrófitas; comunidades; lagos subtropicais.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License