SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue3Jaguarundi (Puma yagouaroundi) (Geoffroy, 1803) (Carnivora, Felidae) food habits in a mosaic of Atlantic Rainforest and eucalypt plantations of southeastern BrazilFructification phenology as an important tool in the recovery of iron mining areas in Minas Gerais, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Biology

Print version ISSN 1519-6984

Abstract

ALBUQUERQUE, FS.; PESO-AGUIAR, MC.; ASSUNCAO-ALBUQUERQUE, MJT.  and  GALVEZ, L.. Variáveis ambientais e humanas afetam o comprimento da concha, peso total e fator de condição de Achatina fulica (Gastropoda: Pulmonata)?. Braz. J. Biol. [online]. 2009, vol.69, n.3, pp. 879-885. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842009000400016.

A relação peso comprimento e o fator de condição têm sido bastante explorados em pesquisas envolvendo caracóis para obter o índice de condição física em populações e avaliar a condição do habitat. Neste trabalho, nosso objetivo foi descrever que variáveis influenciam os parâmteros biométricos e o bem estar de Achatina fulica em uma recente introdução. De novembro de 2001 a novembro de 2002, amostras mensais desses caracóis foram coletadas na cidade de Lauro de Freitas (Bahia), Brasil. Em seguida, os caracóis foram acondicionados em laboratório e foram obtidos o tamanho da concha e o seu peso. A partir desses dados a curva potencial e o fator de condição foram calculados. Cinco variáveis ambientais foram consideradas: amplitude de temperatura, temperatura média, humidade, precipitação e densidade humana. Regressões múltiplas foram usadas para gerar modelos preditivos através do critério de seleção e logo foram ordenados utilizando o critério de Akaíke. Regressões parciais foram usadas para obter os coeficientes de determinação do clima e fatores humanos. Um total de 1460 indivíduos foram coletados, apresentando uma amplitude de crescimento de concha entre 4,9 a 102,5 mm (média 42,18 mm). A relação entre o crescimento total e o peso revelou que A. fulica apresentou um crescimento alométrico negativo. Regressões simples indicaram que a umidade teve uma influencia significativa sobre o tamanho total e o peso. A amplitude de temperatura foi a variável que mais influenciou o fator de condição. Os modelos de regressão múltipla indicaram que os fatores climáticos e humanos explicaram uma pequena porção da variança, no entanto explicou 55,8% da variância do fator de condição. Consequentemente, acreditamos que o bem estar e os parâmetros biométricos de A. Fulica podem ser influenciados por fatores climáticos e humanos.

Keywords : Achatinha fulica; espécies exóticas; Gastropoda; fator de condição; espécies invasoras.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English