SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 número2Dimorphic cypsela germination and plant growth in Synedrella nodiflora (L.) Gaertn. (Asteraceae)Larval settlement and spat recovery rates of the oyster Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) using different systems to induce metamorphosis índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Brazilian Journal of Biology

versión impresa ISSN 1519-6984

Resumen

DELFINO, MMS et al. Ácaros Pterygosomatidae e Trombiculidae infestando lagartos Tropidurus hispidus (Spix, 1825) (Tropiduridae) no nordeste do Brasil. Braz. J. Biol. [online]. 2011, vol.71, n.2, pp.549-555. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842011000300028.

No presente estudo foi analisado o parasitismo do lagarto Tropidurus hispidus pelos ácaros Geckobiella sp. e larvas de Eutrombicula alfreddugesi em uma área na Chapada do Araripe (07° 16' S e 39° 26' W), região sul do Estado do Ceará, Brasil. Dos 56 lagartos coletados (26 fêmeas, 27 machos, e 3 juvenis), 40 (prevalência total de 71,42%) estavam infestados por ácaros. Entre os sites de infestação, as bolsas de ácaros foram os mais infestados pelas larvas de E. alfreddugesi, enquanto Geckobiella sp. foi encontrado distribuído uniformemente sob as escamas por todo o corpo dos hospedeiros. Os espécimes fêmeas de T. hispidus parasitados por E. alfreddugesi tinham uma infestação média de 8,57 ± 3,63, 1-27, enquanto os machos tinham uma média de infestação de 11,90 ± 2,63, 1-25. Os espécimes fêmeas parasitados por Geckobiella sp. tinham uma infestação média de 5,91 ± 2,28, 1-25, enquanto que os machos tinham uma infestação média de 5,43 ± 1,52, 1-23. Sete espécimes estavam também infestados por ovos e formas imaturas de ácaros não identificados (infestação média de 2,28 ± 0,89, 1-7). Não houve diferenças significativas entre a prevalência total de ácaros em machos (70,4%) e fêmeas (65,4%) adultas. As médias dos tamanhos corporais não influenciaram as taxas de infestação. A intensidade de infestação média por E. alfreddugesi (10,2 ± 8,7) foi significativamente maior do que a encontrada para Geckobiella sp. (5,9 ± 6,8). T. hispidus constitui um novo registro de hospedeiro para ácaros do gênero Geckobiella.

Palabras clave : ácaros; Eutrombicula; Geckobiella; lagartos; Tropidurus.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons