SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 número4Avaliação ecológica rápida de indicadores bentônicos de qualidade de água: uma experiência de sucesso na formação de pós-graduandos em ecologia no BrasilBalanço das evidências na avaliação do impacto ambiental por sedimentos contaminados por metais no rio São Francisco (Três marias - Minas Gerais - Brasil): um estudo de caso índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984

Resumo

SALOMONI, SE.; ROCHA, O.; HERMANY, G.  e  LOBO, EA.. Aplicação de índices biológicos da qualidade água utilizando diatomáceas como bioindicadoras no rio Gravataí, RS, Brazil. Braz. J. Biol. [online]. 2011, vol.71, n.4, pp.949-959. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842011000500015.

O rio Gravataí situado na região metropolitana de Porto Alegre tem aproximadamente 2.020 km2 e abastece aproximadamente 500.000 habitantes em cinco municípios (latitude 29° 45'-30° 12' S; longitude 50° 27'-51° 12' W). A bacia do rio tem duas regiões com características distintas de ocupação: o curso superior mostra atividades intensivas de agricultura, e o curso inferior apresenta usos industriais e urbanos. Neste contexto, este trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade da água do rio Gravataí, RS, utilizando variáveis físicas, químicas e microbiológicas, e o Índice Biológico da Qualidade de Água (IBQA), formulado para rios sul-brasileiros, baseado na comunidade de diatomáceas epilíticas como indicadoras. Para fins de comparação, aplicou-se um IBQA regional denominado IBQA Gravataí, no qual houve uma nova classificação dos valores sapróbicos "s" e valores indicativos "vi", de acordo com a ocorrência e abundância das espécies no rio, a partir da utilização de técnicas analíticas multivariadas. As amostragens biológicas foram realizadas trimestralmente, em seis estações de amostragem ao longo do rio Gravataí, no período de setembro de 2000 a agosto de 2002. Os resultados das análises físicas da água indicaram um gradiente de poluição ao longo do rio, da nascente à foz, detectado basicamente pela diminuição significativa na concentração do oxigênio dissolvido e turbidez, bem como um aumento significativo na DBO5, nitrogênio total, ortofosfato e coliformes termotolerantes. Comparando os resultados da aplicação do IBQA, verificou-se que houve diferenças quanto à predominância de níveis de poluição, sendo mais elevados no IBQA Gravataí, embora tenha sido corroborado em ambos a tendência no aumento do gradiente de contaminação da nascente à foz. Em função das alterações antrópicas locais, é de extrema importância dar continuidade ao estudo das tolerâncias das espécies de diatomáceas à poluição orgânica e eutrofização em diferentes sistemas lóticos da região.

Palavras-chave : diatomáceas epilíticas; bioindicação; Índices Biológicos da Qualidade da Água (IBQA); contaminação orgânica; eutrofização.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons