SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.72 número1Morphological variations and sexual dimorphism in Chelonoidis carbonaria (Spix, 1824) and Chelonoidis denticulata (Linnaeus, 1766) (Testudinidae)Reproduction of Phylloderma stenops in captivity (Chiroptera, Phyllostomidae) índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Brazilian Journal of Biology

versión impresa ISSN 1519-6984

Resumen

LEITE, KRB; FRANCA, F  y  SCATENA, VL. Variação estrutural entre espécies anfíbias e emergentes de monocotiledôneas de lagoas do semiárido da Bahia, Brasil. Braz. J. Biol. [online]. 2012, vol.72, n.1, pp.163-169. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842012000100019.

As lagoas temporárias são comuns no semiárido baiano, apresentando espelhos de água no período chuvoso. Nesse período, surgem várias espécies vegetais com diferentes formas de vida, adaptadas às condições de sazonalidade do regime pluviométrico. Este trabalho objetivou levantar estruturas anatômicas adaptativas de algumas espécies de monocotiledôneas anfíbias e emergentes que ocorrem nessas lagoas. Para tanto, estudou-se anatomia de raiz, rizoma, folha e escapo de Cyperus odoratus, Oxycaryum cubense e Pycreus macrostachyos (Cyperaceae) - anfíbias, e de Echinodorus grandiflorus (Alismataceae), Eichhornia paniculata (Pontederiaceae) e Habenaria repens (Orchidaceae) - emergentes. Características anatômicas dos sistemas dérmico, fundamental e vascular - presença de uma camada de células epidérmicas, com cutícula fina nos órgãos aéreos; presença de lacunas de ar em todos os órgãos; baixa quantidade ou ausência de tecidos de sustentação; redução de elementos xilemáticos e do espessamento das paredes de suas células - confirmam uma tendência à convergência adaptativa dessas plantas ao ambiente lacustre temporário. As espécies emergentes, quando comparadas com as espécies anfíbias, apresentam essas características mais acentuadas, como redução no sistema de sustentação; redução na frequência e até ausência de estômatos, e redução do número de elementos condutores do xilema e do grau de lignificação das paredes de suas células. O padrão de distribuição de aerênquima nas raízes das espécies estudadas foi considerado importante para distinguir a forma de vida anfíbia da forma emergente.

Palabras clave : anatomia; monocotiledôneas; órgãos vegetativos; lagoas temporárias.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons