SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.73 número1Influência do açude Castanhão no transporte de nutrientes e materiais em suspensão durante a estação chuvosa no intermitente rio Jaguaribe (CE, Brasil)Variação espacial na estrutura da comunidade herbácea em uma região semiárida do Nordeste do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984

Resumo

PARANHOS, JDN. et al. Diversidade do zooplâncton de alguns ambientes de água doce na bacia do rio Parnaíba (Piauí, Nordeste do Brasil). Braz. J. Biol. [online]. 2013, vol.73, n.1, pp.125-134. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842013000100014.

A fauna planctônica do Estado do Piauí, Nordeste do Brasil, especialmente para a Bacia do Rio Parnaíba, é ainda pouco conhecida; o resultado da maioria dos estudos não é publicado, podendo ser encontrado apenas em bibliografia cinzenta (não publicada cientificamente), tais como trabalhos de finalização de curso e relatórios de consultorias. Assim, o presente trabalho apresenta dados de amostragens recentes realizadas em diferentes corpos d'água do Piauí, consistindo no segundo estudo publicado sobre o zooplâncton da região, após o trabalho pioneiro de Spandl (1926). Registrou-se um total de 38 espécies, incluindo 23 novas ocorrências de rotíferos, dez novas ocorrências de cladóceros e dois novos registros de copépodes para o estado do Piauí. A maior riqueza foi observada para os rotíferos, com destaque para o gênero Brachionus, sobretudo no Açude Joana. Entre os crustáceos, foi observada uma maior riqueza no Açude Bezerra, destacando-se os cladóceros do gênero Bosmina. Os rotíferos Brachionus havanaensis Rousselet, 1911 e Filinia longiseta (Ehrenberg, 1834), os cladóceros Diaphanosoma spinulosum Herbst, 1967 e Moina micrura Kurz, 1874, e os copépodes Notodiaptomus cearensis Wright, 1936 e Thermocyclops decipiens Kiefer, 1927 ocorreram em todos ou na maioria dos ambientes onde os respectivos grupos foram estudados. Os resultados apresentados aqui ampliam a lista taxonômica do zooplâncton do Estado do Piauí, em uma fauna total de 30 espécies de rotíferos, 15 de cladóceros e três de copépodes. A riqueza do zooplâncton nos ambientes estudados foi considerada baixa em comparação com outros ecossistemas de água doce da Região Nordeste do Brasil; porém, os poucos estudos desenvolvidos na Bacia do Rio Parnaíba sugerem que a diversidade destes organismos seja maior.

Palavras-chave : composição de espécies; zooplâncton; reservatórios; bacia do Rio Parnaíba; Nordeste do Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons