SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 número2Distribuição espacial e temporal de gerrídeo (Heteroptera) e a predação sobre microcrustáceos de um lago tropical rasoAlterações no metabolismo energético de Biomphalaria glabrata em resposta ao cálcio exógeno índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984versão On-line ISSN 1678-4375

Resumo

LIMA, T. E.; SARTORI, A. L. B.  e  RODRIGUES, M. L. M.. Defesas das plantas anti-herbivoria em espécies de Fabaceae do Chaco. Braz. J. Biol. [online]. 2017, vol.77, n.2, pp.299-303.  Epub 05-Set-2016. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/1519-6984.12815.

O estabelecimento e a manutenção de espécies no Chaco, uma planície semi-árida da América do Sul com variações climáticas importantes, possivelmente estão relacionados a características biológicas que favorecem as plantas detentoras de defesas particulares. Este estudo teve como objetivos avaliar os mecanismos de defesa física e química anti-herbivoria em órgãos vegetativos e reprodutivos. Analisamos 12 espécies da família Fabaceae (Leguminosae) obtidas em remanescentes de Chaco brasileiro. Observamos que 75% das espécies estudadas apresentam atributo de defesa física e 50% possuem defesa química – proteínas de defesa nas sementes, como inibidores de protease e lectinas. As defesas físicas ocorrem principalmente nos ramos (78% das espécies), nos órgãos reprodutivos (56% das espécies) e nas folhas (67%). Os atributos físicos mais frequentes são tricomas e espinhos, cuja coloração não contrastante com as demais estruturas das plantas representa um caráter críptico. Proteínas de defesa ocorrem nas sementes da maioria das espécies, com diferentes concentrações e classes de pesos moleculares. Inibidores de protease nas sementes estão sendo relatados pela primeira vez em: Albizia niopoides, Anadenanthera colubrina, Mimosa glutinosa, Prosopis rubriflora e Poincianella pluviosa. A ocorrência de defesas física e química entre os membros de Fabaceae indica que não há associações entre as características de defesa das espécies de plantas avaliadas no Chaco.

Palavras-chave : características estruturais; inibidores de protease; lectinas; mecanismos de defesa.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )