SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 número2Comunidade zooplanctônica do alto rio Parnaíba (Nordeste, Brasil) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984versão On-line ISSN 1678-4375

Resumo

OLIVEIRA, A. T. et al. Cyrilia sp. (Apicomplexa: Haemogregarinidae) na arraia de água doce Amazônica Potamotrygon wallacei (arraia cururu) em diferentes fases do ciclo hidrológico do Rio Negro. Braz. J. Biol. [online]. 2017, vol.77, n.2, pp.413-416.  Epub 15-Ago-2016. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/1519-6984.00416.

Parasitas intraeritrocitários são frequentemente encontrados em peixes, incluindo elasmobrânquios. Os rios Amazônicos possuem ciclos hidrológicos anuais que resultam em modificações drásticas nas condições ambientais, com implicação profunda no ciclo de vida associada a biota dos sistemas fluviais. A arraia de água doce Potamotrygon wallacei (arraia cururu) é uma nova espécie restrita a bacia do médio Rio Negro e sujeita a fortes alterações em seus habitats naturais (igapós) resultantes das constantes variações do nível de água do Rio Negro. Este trabalho demonstra a ocorrência de parasita intraeritrocitário Cyrilia sp. em espécimes de arraias de água doce. Além disso, a prevalência e quantificação de hemoparasitas em diferentes fases do Rio Negro foi estabelecida. Coletas de campo foram realizadas no Arquipélago de Mariuá, médio Rio Negro, envolvendo diferentes fases do ciclo hidrológico. Os parasitas intraeritrocitários foram quantificados por contagem direta em esfregaços de sangue usando a contagem total de 2000 eritrócitos em cada esfregaço sanguíneo. A presença de parasitas intraeritrocitários gera alterações na morfologia da célula sanguínea. A maior quantidade dos hemoparasitas foi registrado no período de seca. Observou-se a tendência de diminuição no número de parasitas no sangue entre o período de seca e de cheia. Concluiu-se que o nível de Rio Negro influencia a incidência de parasitas intraeritrocitários na arraia cururu, e a seca representa o período de maior susceptibilidade à infestação.

Palavras-chave : bacia Amazônica; prevalência; intraeritrocitário; variação sazonal; arraia de água doce.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )