SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 número4Parasitism by Monogenoidea in Piaractus mesopotamicus (Characiformes, Characidae) cultivated in Paraná River (Brazil)First record of acerola weevil, Anthonomus tomentosus (Faust, 1894) (Coleoptera: Curculionidae), in Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Brazilian Journal of Biology

versión impresa ISSN 1519-6984versión On-line ISSN 1678-4375

Resumen

GRIZ, S. A. S. et al. Perfil de plantas medicinais utilizadas pela população do 3º Distrito Sanitário de Maceió-AL. Braz. J. Biol. [online]. 2017, vol.77, n.4, pp.794-802.  Epub 04-Mayo-2017. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/1519-6984.01116.

O presente estudo teve como objetivo analisar o perfil de utilização de plantas medicinais dos indivíduos residentes no 3º Distrito Sanitário do município de Maceió, Alagoas. Trata-se de um estudo observacional, descritivo de caráter transversal que foi realizado no período de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014, com amostra de 116 indivíduos, maiores de 18 anos de ambos os gêneros. As informações etnobotânicas foram obtidas através de entrevistas semi-estruturadas realizadas por meio de questionário semiestruturado para traçar o perfil de utilização de plantas medicinais e dados socioeconômicos e demográficos dos entrevistados. A estatística descritiva foi aplicada para as variáveis quantitativas na forma de média e desvio padrão e proporções para variáveis qualitativas no formato de tabelas de frequência. Os resultados evidenciaram que 85,34% dos entrevistados utilizavam plantas para finalidades medicinais. Sendo a maioria destes, (73,28%) do Gênero feminino estando na faixa etária de 30 a 60 anos de idade. De um total de 45 espécies vegetais identificadas, as de maior frequência de utilização foram o Peumus boldus (boldo), a Melissa officinalis (erva-cidreira) e a Menta piperita (hortelã). A parte mais utilizada das plantas foi às folhas (53,53%) sendo ainda esta preparada sob forma de infusão (55,5%). A utilização de plantas medicinais no município de Maceió, Alagoas é bastante difundida, reforçando a importância de estudos etnobotânicos a fim de trabalhar com o resgate do conhecimento popular aliado a literatura científica.

Palabras clave : plantas medicinais; etnobotância; fitoterapia.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )