SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue58Financial frictions and substitution between internal and external funds in publicly traded Brazilian companies author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista Contabilidade & Finanças

On-line version ISSN 1808-057X

Abstract

RUSSO, Paschoal Tadeu; PARISI, Claudio; MEGLIORINI, Evandir  and  ALMEIDA, Claudiane Barbosa de. Evidências de elementos de institucionalização do Balanced Scorecard na obra "A estratégia em a ção": um olhar baseado na teoria institucional. Rev. contab. finanç. [online]. 2012, vol.23, n.58, pp. 7-18. ISSN 1808-057X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-70772012000100001.

O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia que possibilita aos gestores definir e implementar um conjunto de indicadores, financeiros e não financeiros, de forma balanceada para avaliação do desempenho de uma organização sob quatro perspectivas. Muitas empresas que investem em sua implantação não obtêm o êxito esperado, situação essa que pode ser atribuída a diferentes fatores, como: problemas estratégicos, falhas no planejamento, definição de objetivos e metas mal formuladas. Entretanto, parcela do insucesso pode ser atribuída a não institucionalização de hábitos e rotinas. Nesse sentido, neste trabalho,  objetiva-se, com base na Teoria Institucional, verificar, na obra "A Estratégia em Ação - Balanced Scorecard", se existem evidências de que o modelo do BSC proposto pelos autores (Kaplan & Norton) possui elementos que favoreçam a sua institucionalização. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica qualitativa. Identificaram-se 404 evidências, classificadas conforme processos inerentes à institucionalização desenvolvidos por Tolbert e Zucker e à legitimação / legitimidade proposta por Scott. Com base nesses achados, depreende-se que a obra tem preocupação prioritária em legitimar o artefato junto às organizações, apresentando-o como um instrumento consagrado de gestão. Os aspectos para suporte ao estágio de semi-institucionalização (26% dos achados) e ao estágio de total institucionalização (10% dos achados) permitem concluir que os autores se preocupam em propor um artefato sem o foco efetivo em sua institucionalização, o que pode, de certa forma, justificar a grande dificuldade encontrada por muitas empresas que investem na implantação dessa metodologia.

Keywords : BSC; Teoria Institucional; Gestão; Estratégia.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese