SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue1Espécie nova de Ischnoptera Burmeister, 1838 (Blattaria: Blattellidae: Blattellinae) do estado de Goiás, Brasil, coletada em ninho de cupimConnectance of Brazilian social bee: food plant networks is influenced by habitat, but not by latitude, altitude or network size author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Biota Neotropica

On-line version ISSN 1676-0603

Abstract

CASATTI, Lilian. Fish assemblage structure in a first order stream, southeastern Brazil: longitudinal distribution, seasonality, and microhabitat diversity. Biota Neotrop. [online]. 2005, vol.5, n.1, pp. 75-83. ISSN 1676-0603.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032005000100009.

Este estudo foi conduzido em três trechos - superior, médio e inferior - de um riacho de primeira ordem no Parque Estadual Morro do Diabo, sudeste do Brasil. Observações subaquáticas a partir de mergulho livre e coletas foram realizadas na estação seca (junho e setembro de 2000) e chuvosa (dezembro de 2000 e março de 2001). Das 16 espécies documentadas, 11 foram residentes ao longo das observações. Phalloceros caudimaculatus, Hypostomus nigromaculatus, Hisonotus francirochai, Trichomycterus diabolus e Hypostomus ancistroides representaram 90% do total de indivíduos amostrados. A maior riqueza e abundância ocorreram durante a estação chuvosa. Em geral, a adição longitudinal de espécies seguiu a adição de micro-hábitats. Indivíduos sexualmente maduros foram encontrados ao longo do ano para a maioria das espécies, o que sugere prolongada atividade reprodutiva. Contudo, visto que a maioria dos jovens foi coletada na estação chuvosa, é provável que neste período ocorra um incremento de atividade reprodutiva, em razão de maior disponibilidade de recursos críticos, principalmente abrigos e alimentos.

Keywords : Alto Rio Paraná; peixes de riachos; conservação; reprodução; conceito de contínuo fluvial.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English