SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número3Anatomia do talo de Canoparmelia texana (Parmeliaceae, Ascomycota liquenizados)Biologia e características populacionais de uma espécie rara de Pseudopimelodidae da Bacia do Alto Rio Paraná índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Biota Neotropica

versão On-line ISSN 1676-0603

Resumo

FERREIRA, Cláudia Márcia Marily; FISCHER, Erich  e  PULCHERIO-LEITE, Atenise. Fauna de morcegos em remanescentes urbanos de Cerrado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Biota Neotrop. [online]. 2010, vol.10, n.3, pp. 155-160. ISSN 1676-0603.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032010000300017.

Campo Grande é a maior cidade do Estado de Mato Grosso do Sul, localizada no domínio do Cerrado, um hotspot de biodiversidade. A fauna de morcegos urbanos tem sido pouco estudada no Brasil, principalmente em cidades na região do Cerrado. O principal objetivo aqui é descrever a composição, a riqueza e a diversidade da fauna de morcegos em remanescentes de Cerrado na região urbana de Campo Grande. Amostragens de morcegos foram feitas entre março e agosto de 2009 em oito parques urbanos com auxílio de redes-de-neblina. Em cada local, exceto um, foi realizada uma noite de amostragem por mês; ao todo foram 47 noites. A cada noite, seis redes de 2,6 x 12 m foram mantidas abertas por seis horas a partir do ocaso; o esforço total de captura foi de 52.790,4 m2/h. Foram capturados 701 morcegos pertencentes a 14 espécies, das quais 12 foram filostomídeos (98,6% das capturas). Artibeus lituratus foi a espécie dominante, semelhante ao reportado para outras regiões urbanas no Brasil. Artibeus planirostris foi a segunda espécie mais abundante em Campo Grande, característica incomum em outras comunidades urbanas de morcegos. Chiroderma doriae, C. villosum, Phyllostomus hastatus e Platyrrhinus helleri foram raras, e registradas pela primeira vez em Campo Grande. Somados outros estudos, 24 espécies de morcegos foram encontradas em Campo Grande, valor alto dentre as cidades nos domínios do Cerrado. A diversidade (H' = 1,65) de morcegos em Campo Grande também foi maior que a reportada para outras cidades em regiões de Cerrado ou Mata Atlântica. A ampla presença de parques florestados na zona urbana pode explicar, em parte, a grande riqueza e diversidade de morcegos na cidade de Campo Grande.

Palavras-chave : Cerrado; Chiroptera; diversidade; ambiente urbano; razão sexual.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português