SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue3Impact of automation in the diagnosis of mycobacterial infectionComparison of PCR/albumin ratio with prognostic inflammatory nutritional index (PINI) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

Print version ISSN 1676-2444

Abstract

CASTELLI, Erick da Cruz et al. Ausência de mutações em éxons dos genes TP53, H-RAS e K-RAS em fígado de ratos wistar submetidos a ensaio de carcinogênese química de média duração. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2002, vol.38, n.3, pp. 175-182. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442002000300003.

O teste padrão para identificar o potencial cancerígeno de compostos químicos é o estudo de longa duração em roedores, não realizado no Brasil. Nosso laboratório estabeleceu um teste alternativo de média duração (ensaio DMBDD), baseado no paradigma iniciação-promoção da carcinogênese química, adotado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como fonte oficial de evidências de carcinogenicidade. Nosso objetivo foi avaliar alterações nos éxons 5 a 8 do gene supressor tumoral TP53 e éxons 1 e 2 dos oncogenes H-RAS e K-RAS em lesões hepáticas neoplásicas e pré-neoplásicas observadas no ensaio DMBDD. A identificação dessas eventuais alterações moleculares permitirá o reconhecimento de um possível padrão de alteração em genes críticos, bem como poderão sugerir mecanismos de ação das substâncias testadas no protocolo DMBDD. Sessenta ratos wistar machos foram separados em três grupos: o grupo I não foi tratado quimicamente; o grupo II recebeu os cinco agentes iniciadores da carcinogênese (DMBDD); o grupo III recebeu a iniciação DMBDD seguida de promoção por Fenobarbital. Amostras de DNA (obtidas após avaliação histopatológica de fígado fixado em formalina e incluído em parafina) foram submetidas à técnica da PCR-SSCP (single strand conformation polymorphism). Não foram detectadas mudanças no padrão de bandeamento da SSCP nos diferentes grupos experimentais em nenhum dos éxons estudados. Os resultados sugerem que, em fígado de ratos Wistar machos, mutações nos éxons 5 a 8 do gene TP53 e éxons 1 e 2 dos genes H-RAS e K-RAS não se incluem dentre as alterações moleculares precoces do processo de carcinogênese hepática induzido pelo protocolo DMBDD.

Keywords : PCR-SSCP ; TP53 ; RAS ; DMBDD ; Fígado ; Carcinogênese química.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English