SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número1Diagnóstico laboratorial do albinismo oculocutâneoCélulas glandulares atípicas em esfregaços cervicovaginais: significância e aspectos atuais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

versão impressa ISSN 1676-2444versão On-line ISSN 1678-4774

Resumo

TULIO, Siumara; PEREIRA, Luciane A.; NEVES, Fabiane B.  e  PINTO, Álvaro Piazzetta. Relação entre a carga viral de HPV oncogênico determinada pelo método de captura híbrida e o diagnóstico citológico de lesões de alto grau. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2007, vol.43, n.1, pp.31-35. ISSN 1678-4774.  https://doi.org/10.1590/S1676-24442007000100007.

INTRODUÇÃO: O papilomavírus humano (HPV) é o principal fator de risco para as neoplasias intra-epiteliais cervicais (NIC) e o câncer cervical. OBJETIVO: O objetivo deste estudo é avaliar se há associação entre a carga viral de HPV oncogênico (alto risco), determinada por meio do teste molecular captura híbrida II (CH II), e o diagnóstico de lesões de alto grau (NIC II/III). MATERIAL E MÉTODOS: Foram analisadas 982 amostras cervicovaginais de exames ginecológicos de rotina, obtidas pelos métodos Papanicolaou convencional e/ou citologia em base líquida (DNA-Citoliq-Digene). Os resultados foram confirmados utilizando-se o método de captura híbrida (CH [Digene]) para detecção de DNA/HPV de alto grau. Os resultados com valor > 1 pg/ml foram considerados positivos, e esses foram divididos em dois grupos: 1. carga viral < 100 pg/ml, e 2. carga viral > 100 pg/ml. RESULTADOS: Dos 210 (21,4%) casos diagnosticados como NIC I, 152 (72,4%) foram positivos para HPV de alto risco por CH II. Desses, 101 (66,4%) apresentaram carga viral > 100 pg/ml. O diagnóstico de NIC II ou III foi confirmado por CH II de alto risco em 86 (43,6%) casos, contudo, entre esses, em 53 (61,6%) a carga viral detectada foi > 100 pg/ml. DISCUSSÃO E CONCLUSÃO: Nossos resultados demonstram que há uma clara associação entre o valor da carga viral determinada pelo método CH II (versão 1) e o grau das lesões precursoras de câncer. Pacientes com carga viral superior a 100 µg/ml devem ser monitoradas periodicamente.

Palavras-chave : Papiloma vírus humano (HPV); Neoplasia intra-epitelial; cervical (NIC); Captura híbrida; Papanicolaou; DNA-Citoliq.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons