SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue4Frequency and enzymatic activity of Candida spp. oral cavity of diabetic patients of the service of endocrinology of a hospital of Fortaleza-CE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

Print version ISSN 1676-2444

Abstract

GABRIEL JR., Alexandre et al. Validação do sistema de transporte e das dosagens de amostras biológicas enviadas para a central de um laboratório de grande porte. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2007, vol.43, n.4, pp. 235-240. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442007000400003.

A monitoração de vários interferentes nos resultados das análises clínicas laboratoriais originados do sistema de transporte de amostras biológicas de um posto de coleta para o local da fase analítica propriamente dita é de extrema importância. Com o objetivo de avaliar a estabilidade dos bioanalitos durante o transporte, os autores, neste trabalho, monitoraram a temperatura das caixas térmicas. Através de dispositivos medidores de temperatura (chips) introduzidos no interior de cada caixa térmica, observou-se que elas permaneceram climatizadas em torno de 13º a 23ºC, simulando a temperatura ambiente por todo o percurso e tempo necessários. Compararam-se os resultados de análises clínicas laboratoriais das amostras biológicas sem transporte realizadas no laboratório de origem da coleta (Jundiaí) com os das mesmas amostras biológicas com transporte realizado na central em São Paulo. Inicialmente foram estudados os principais parâmetros bioquímicos e a coagulação do sangue, além da urinálise com bacteriologia. A análise estatística foi de concordância entre as duas médias através do coeficiente de correlação intraclasse e também pela técnica de Bland-Altman, na qual se observou que, entre os 29 analíticos estudados, 23 (79,3%) apresentaram concordância boa a excelente; cinco (17,2%), moderada a boa; e uma (3,5%), fraca a moderada. Quanto às uroculturas, elas apresentaram 88% de concordância, portanto boa a excelente, e a urina I apresentou 94% de concordância na hematúria e 87,5% na leucocitúria, também boa a excelente. Os dados obtidos pelas correlações dos resultados das amostras e dos gráficos de temperatura emitidos pelos dispositivos registradores representaram indicadores de validação do sistema de transporte e das análises laboratoriais em até 16 horas após coleta do material, simulando um posto muito distante.

Keywords : Transporte; Amostras biológicas; Temperatura; Análises Laboratoriais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese