SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue5Evaluation of renal function and damage: a laboratorial challengeA clinicopathologic study of 106 pleomorphic adenomas of the major salivary glands author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

Print version ISSN 1676-2444

Abstract

OLIVEIRA, Luciana Mello de et al. Monitoramento terapêutico de tacrolimus em transplante de pâncreas no Hospital São Lucas. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2007, vol.43, n.5, pp. 339-345. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442007000500006.

O tacrolimus (FK506), um potente imunossupressor utilizado na profilaxia e no tratamento de rejeições pós-transplante, exibe eficácia relacionada com sua concentração sangüínea e possui estreita janela terapêutica. Esses fatores requerem o freqüente monitoramento dos níveis sangüíneos em pacientes que fazem uso do fármaco, tendo como objetivo o ajuste de dose para uma concentração terapêutica ótima com efeitos colaterais mínimos. Este estudo retrospectivo foi realizado através do acesso à base de dados do Laboratório de Patologia Clínica do Hospital São Lucas, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), e teve por objetivo analisar o perfil das concentrações sanguíneas de tacrolimus em pacientes transplantados de pâncreas, no período de junho de 2002 a março de 2004. Os resultados mostram que as concentrações se encontravam, em sua maioria, em níveis subterapêuticos (39,1%) e tóxicos (43,4%). Considerando-se o período pós-transplante, níveis subterapêuticos foram mais freqüentes nos períodos de zero a três meses (51,1%) e de três a seis meses (41,9%) após o transplante, enquanto níveis tóxicos (63%) foram mais freqüentes após seis meses. Pacientes que receberam pâncreas/rim simultâneo apresentaram, de maneira geral, mais concentrações em níveis tóxicos; o mesmo não aconteceu em pacientes que receberam pâncreas isolado e pâncreas pós-rim. Os pacientes que receberam pâncreas isolado e pâncreas pós-rim tenderam a apresentar níveis subterapêuticos em todos os períodos pós-transplante considerados. Os resultados obtidos neste trabalho demonstram a importância do monitoramento terapêutico, uma vez que seus resultados orientam o ajuste das doses.

Keywords : Tacrolimus; Imunossupressão; Pâncreas; Monitoramento terapêutico de fármacos; Transplante.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English