SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue5Evaluation of renal function and damage: a laboratorial challengeA clinicopathologic study of 106 pleomorphic adenomas of the major salivary glands author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

On-line version ISSN 1678-4774

Abstract

OLIVEIRA, Luciana Mello de et al. Monitoramento terapêutico de tacrolimus em transplante de pâncreas no Hospital São Lucas. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2007, vol.43, n.5, pp.339-345. ISSN 1678-4774.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442007000500006.

O tacrolimus (FK506), um potente imunossupressor utilizado na profilaxia e no tratamento de rejeições pós-transplante, exibe eficácia relacionada com sua concentração sangüínea e possui estreita janela terapêutica. Esses fatores requerem o freqüente monitoramento dos níveis sangüíneos em pacientes que fazem uso do fármaco, tendo como objetivo o ajuste de dose para uma concentração terapêutica ótima com efeitos colaterais mínimos. Este estudo retrospectivo foi realizado através do acesso à base de dados do Laboratório de Patologia Clínica do Hospital São Lucas, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), e teve por objetivo analisar o perfil das concentrações sanguíneas de tacrolimus em pacientes transplantados de pâncreas, no período de junho de 2002 a março de 2004. Os resultados mostram que as concentrações se encontravam, em sua maioria, em níveis subterapêuticos (39,1%) e tóxicos (43,4%). Considerando-se o período pós-transplante, níveis subterapêuticos foram mais freqüentes nos períodos de zero a três meses (51,1%) e de três a seis meses (41,9%) após o transplante, enquanto níveis tóxicos (63%) foram mais freqüentes após seis meses. Pacientes que receberam pâncreas/rim simultâneo apresentaram, de maneira geral, mais concentrações em níveis tóxicos; o mesmo não aconteceu em pacientes que receberam pâncreas isolado e pâncreas pós-rim. Os pacientes que receberam pâncreas isolado e pâncreas pós-rim tenderam a apresentar níveis subterapêuticos em todos os períodos pós-transplante considerados. Os resultados obtidos neste trabalho demonstram a importância do monitoramento terapêutico, uma vez que seus resultados orientam o ajuste das doses.

Keywords : Tacrolimus; Imunossupressão; Pâncreas; Monitoramento terapêutico de fármacos; Transplante.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License