SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número6Identificação molecular e suscetibilidade antifúngica de Candida parapsilosis isoladas no Ceará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

versão impressa ISSN 1676-2444

Resumo

SATO, Neuza Satomi et al. Reatividade do anticorpo IgM anti-Treponema pallidum na soroconversão e na resposta sorológica ao tratamento de sífilis. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2012, vol.48, n.6, pp.409-414. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442012000600004.

INTRODUÇÃO: A utilidade da detecção de anticorpos da imunoglobulina da classe M (IgM) no diagnóstico da sífilis tem sido discutida há tempos. OBJETIVO: No presente estudo foi analisada a ocorrência de anticorpo IgM anti-T. pallidum (Tp-IgMAc) nas amostras de pacientes com sífilis recente, na fase de soroconversão e no monitoramento da resposta sorológica pós-tratamento. MÉTODOS: Amostras séricas de 11 indivíduos. RESULTADOS: Na soroconversão, o Tp-IgMAc foi detectado nas amostras de 10 indivíduos, e em um paciente a reatividade IgM ocorreu anteriormente ao Venereal Disease Research Laboratory (VDRL). A sororreversão foi evidenciada nas amostras de três pacientes com sífilis secundária tratada, e em um indivíduo com reinfecção. CONCLUSÃO: A detecção de Tp-IgMAc mostrou ser um potencial marcador diagnóstico de sífilis ativa e o desempenho do ensaio imunoenzimático de captura de IgM (ELISA-IgM) para o monitoramento pós-tratamento foi similar ao da VDRL.

Palavras-chave : Sífilis; Treponema pallidum; IgM; Soroconversão; Sororreversão.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons