SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número6Frequência genotípica em amostras de MTHFR para o polimorfismo C677T em pacientes da cidade de Curitiba-PRAvaliação de resposta patológica em câncer de mama após quimioterapia neoadjuvante: padronização de protocolo adaptado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

versão impressa ISSN 1676-2444

Resumo

MENDONCA, Elisângela Barros Soares et al. Histomorfometria e índice proliferativo (Ki-67) no carcinoma escamocelular in situ de pregas vocais. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2012, vol.48, n.6, pp.439-446. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442012000600009.

INTRODUÇÃO: As displasias da laringe são precursoras do carcinoma escamocelular invasivo e constituem lesões pouco comuns, pois a maior parte dos casos é detectada como carcinoma invasor. OBJETIVO: Caracterizar as displasias acentuadas/carcinoma in situ da prega vocal quanto a área do epitélio, diâmetro dos núcleos e índice proliferativo, comparando esses dados com os obtidos no epitélio escamoso normal e de transição. MATERIAL E MÉTODO: Entre as 1.400 biópsias e peças cirúrgicas de lesões intraepiteliais e carcinomas invasivos de laringe (1994-2006), foram selecionados cinco casos (0,35%) pareados com dois controles de epitélio normal e com a idade; todos foram submetidos a análise morfométrica e imuno--histoquímica (Ki-67). RESULTADOS: Comparando-se o epitélio displásico com o normal e de transição observou-se maior área e diâmetro nuclear no epitélio displásico; não houve diferenças significativas no diâmetro dos núcleos por camada entre o epitélio displásico e de transição; e o índice proliferativo foi maior no epitélio displásico com núcleos corados em todas camadas e menor com núcleos limitados a camada basal e parabasal no epitélio normal e de transição. CONCLUSÃO: verifica-se maior área no epitélio displásico. O diâmetro dos núcleos do epitélio displásico e do de transição são semelhantes, mas este apresenta núcleos uniformes em toda extensão em contraste com o pleomorfismo do epitélio displásico. O índice proliferativo (Ki-67) contribui para o diagnóstico diferencial das lesões escamosas da prega vocal, pois no carcinoma in situ/displasia acentuada observa-se maior número de núcleos marcados, os quais são vistos em todas as camadas no epitélio.

Palavras-chave : Laringe; Carcinoma in situ; Prega vocal; Antígeno Ki-67.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons