SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número6Histomorfometria e índice proliferativo (Ki-67) no carcinoma escamocelular in situ de pregas vocaisAssociação entre displasia e inflamação em queilite actínica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

versão impressa ISSN 1676-2444

Resumo

OSORIO, Cynthia Aparecida Bueno Toledo; CHAVES JUNIOR, Marcos Araújo  e  SOARES, Fernando Augusto. Avaliação de resposta patológica em câncer de mama após quimioterapia neoadjuvante: padronização de protocolo adaptado. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2012, vol.48, n.6, pp.447-453. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442012000600010.

O conceito de resposta patológica completa (pCR) é controverso. Estudos prévios utilizaram diferentes métodos de avaliação da pCR, porém não há um consenso universal sobre o melhor protocolo para o estudo das peças cirúrgicas de pacientes portadoras de carcinoma mamário submetidas ao tratamento quimioterápico neoadjuvante. Symmans et al. desenvolveram um sistema de classificação de carga residual de câncer (RCB) de mama após quimioterapia neoadjuvante, analisando a dimensão do leito tumoral primário, a porcentagem de células neoplásicas viáveis residuais no leito tumoral e o comprometimento linfonodal. Apresentamos uma proposta de avaliação da resposta patológica nos tumores de mama após quimioterapia neoadjuvante, por meio de um protocolo adaptado à nossa rotina de exame anatomopatológico de peças cirúrgicas, com base no estudo de Symmans et al.

Palavras-chave : Câncer de mama; Quimioterapia neoadjuvante; Resposta patológica; Protocolo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons