SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue2Immunohistochemistry pattern of hepatic inflammatory and insulin resistance markers in experimental model of nonalcoholic steatohepatitisStandardization of TP53 gene mutations analysis on oral squamous cell carcinoma from paraffin-embedded tissues author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

Print version ISSN 1676-2444

Abstract

QUEIROZ, Salomão Israel Monteiro Lourenço; MEDEIROS, Ana Miryam Costa de; SILVA, José Sandro Pereira da  and  SILVEIRA, Éricka Janine Dantas da. Avaliação clínica e histopatológica e hábitos associados ao surgimento de leucoplasias e eritroplasias orais. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2014, vol.50, n.2, pp.144-149. ISSN 1676-2444.  https://doi.org/10.5935/1676-2444.20140008.

Objetivo:

Esta pesquisa objetiva estabelecer a prevalência, os fatores associados ao surgimento e as características clínicas e histopatológicas das leucoplasias e eritroplasias orais, a fim de que estes dados possam contribuir na estratégia de prevenção ao desenvolvimento dessas lesões e, consequentemente, do câncer oral.

Material e método:

Foi realizado estudo retrospectivo em um serviço de referência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) no período de 2000 a 2012. Para verificar a associação das variáveis foi utilizado o teste qui-quadrado e o exato de Fisher (p ≤ 0,05).

Resultados:

Foram investigados 6.560 prontuários, tendo sido selecionados 54 casos, dos quais 44,4% do sexo masculino e 55,6% do feminino, com idade média de 56,93 anos. Com relação aos hábitos, 72,2% eram fumantes e 25% usuários de álcool, sendo que 17,9% exibiam associação dos dois hábitos. As leucoplasias orais foram as lesões mais prevalentes (0,65%), e as eritroplasias orais apresentaram maior associação com apresentação maligna no diagnóstico histopatológico (p = 0,001). A maioria das lesões não apresentou sintomatologia (p = 0,004). A leucoplasia oral foi mais frequente em mulheres fumantes com média de idade de 57 anos.

Conclusão:

O conhecimento dos fatores associados e das características clínicas das eritroplasias e leucoplasias orais é essencial para o estabelecimento do correto diagnóstico e tratamento.

Keywords : leucoplasia; eritroplasia; prevalência; hábitos; fumo; alcoolismo.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )