SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue2Clinical and histopathological evaluation and habits associated with the onset of oral leukoplakia and erythroplakiaOsseous metaplasia in gliosarcoma: an unusual histologic finding. Case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

Print version ISSN 1676-2444

Abstract

SILVA JUNIOR, José de Assis et al. Padronização da análise de mutações no gene TP53 em carcinomas de células escamosas de boca em material parafinado. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2014, vol.50, n.2, pp.150-158. ISSN 1676-2444.  http://dx.doi.org/10.5935/1676-2444.20140009.

Introdução:

O gene TP53 (proteína tumoral p53) é alvo constante de investigação na patogênese do câncer. A imuno-histoquímica fornece dados limitados na análise de p53 no processo da carcinogênese bucal e o sequenciamento de TP53 pode contribuir nessa investigação. Contudo, a obtenção de ácido desoxirribonucleico (DNA) com qualidade para amplificação e livre de contaminação pode constituir uma tarefa difícil na utilização de material parafinado.

Objetivo:

Padronizar as técnicas de extração de DNA, amplificação por reação em cadeia da polimerase (PCR) e sequenciamento para a análise de mutações em TP53.

Material e métodos:

Foram selecionados 39 casos de carcinomas de células escamosas bucal da Divisão de Patologia do Instituto Nacional de Câncer (Inca). O DNA foi extraído utilizando o sistema comercial QIAamp® DNA minikit®. Após quantificação do DNA por espectrofotometria, 250 ng de amostra foram amplificados pela técnica de PCR para o éxon 2 e por nested PCR para o éxon 6 do gene TP53. Da amostra total, 11 casos foram selecionados para a padronização da reação de sequenciamento do éxon 2.

Resultados:

As amostras de DNA apresentaram concentração média de 119,74 ng/µl ± 88,86 (28,9-556,4 ng/µl) e pureza de 1,69 ± 0,18 (1-1,9). Do total das amostras analisadas, 33 (84,6%) foram amplificadas para o éxon 2, e todas (39/100%), para o éxon 6. No sequenciamento do éxon 2 obtiveram-se sequências passíveis de leitura em 10 (90,9%) casos.

Conclusão:

A otimização das condições para o sequenciamento de TP53 foi obtida, o que facilitará a análise de mutações em tecidos parafinados, permitindo a realização de estudos moleculares retrospectivos.

Keywords : gene TP53; carcinoma de células escamosas; câncer da boca; inclusão em parafina; sequenciamento de DNA; metodologia.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )