SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número3Relação entre o diâmetro da veia safena magna e o índice de massa corporalTrombose venosa profunda de membros superiores: estudo coorte retrospectivo de 52 casos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Vascular Brasileiro

versão impressa ISSN 1677-5449versão On-line ISSN 1677-7301

Resumo

SOUZA, Gilberto Gonçalves de et al. Teste de Valsalva ortostático no refluxo venoso. J. vasc. bras. [online]. 2005, vol.4, n.3, pp.270-274. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/S1677-54492005000300009.

OBJETIVO: Determinar se a modificação proposta pelos autores no teste de Valsalva proporcionou ganho de sensibilidade, especificidade e acurácia no diagnóstico do refluxo em relação ao teste realizado na posição supina, quando comparados com a flebografia, utilizada como padrão-ouro. MÉTODO: Cento e sessenta e um pacientes com insuficiência venosa crônica (C4, 5 ou 6EPASDPPR ) foram examinados prospectivamente. Os pacientes foram submetidos à avaliação hemodinâmica, incluindo o teste de Valsalva supino padrão e o novo teste de Valsalva ortostático. A flebografia descendente foi utilizada como padrão-ouro, com a qual os testes foram comparados. Foi criada uma curva ROC (Receiver Operator Characteristic) para determinação do limite superior da normalidade do novo teste. Os valores obtidos para sensibilidade, especificidade e acurácia de cada um dos testes foram comparados entre si, utilizando o teste de comparação de porcentagens de Dunn. Foi adotado o nível de significância de 5%. RESULTADOS: O teste de Valsalva supino padrão atingiu uma sensibilidade de 65%, especificidade de 81% e acurácia de 66%, enquanto o teste de Valsalva ortostático atingiu uma sensibilidade de 80% (P < 0,01), especificidade de 63% (P = 0,43) e acurácia de 78% (P < 0,05). CONCLUSÃO: A modificação no teste de Valsalva proposta pelos autores determinou melhor sensibilidade e acurácia, sem decréscimo significante na especificidade, provando ser útil na avaliação do refluxo da insuficiência venosa crônica.

Palavras-chave : insuficiência venosa; manobra de Valsalva; diagnóstico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons