SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número4Aneurisma de aorta abdominal roto: fatores prognósticosComplicações no tratamento com laser endovascular em varizes de membros inferiores índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Vascular Brasileiro

versão impressa ISSN 1677-5449versão On-line ISSN 1677-7301

Resumo

BRAILE, Domingo Marcolino; GODOY, José Maria Pereira de  e  CENTOLA, Marco. Avaliação in vitro de um novo filtro de veia cava. J. vasc. bras. [online]. 2005, vol.4, n.4, pp.327-332. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/S1677-54492005000400005.

OBJETIVO: O objetivo do estudo foi avaliar a eficácia de um novo filtro de veia cava, de baixo perfil, na retenção de coágulos em modelo in vitro. MÉTODO: O filtro consiste em dois cones opostos pelo ápice. O cone distal é formado por oito hastes de aço inoxidável, que têm a função de retenção dos êmbolos. O cone proximal é constituído de quatro hastes, cuja função é ancorar e centralizar. Os filtros foram introduzidos e fixados no interior de um tubo de PVC transparente de 25, 30 e 35 mm de diâmetro interno, em posição vertical, e conectados com um sistema pulsátil de fluxo (bomba peristáltica). Foi utilizado, para veículo, um reservatório com solução salina (0,9%) com 40% de glicerina, mantido em temperatura ambiente. Confeccionaram-se trombos com sangue bovino em tubos plásticos de 3, 4,5 e 6 mm de diâmetro e, posteriormente, foram segmentados nas medidas de 10, 15, 20 e 30 mm de comprimento, totalizando 12 diferentes tamanhos. Realizaram-se 100 liberações para cada tipo de êmbolo e tamanho das cânulas, totalizando 3.600 eventos. Foram feitos lançamentos seqüenciais com cinco êmbolos, sendo 10 para cada tamanho de êmbolo e cânulas, totalizando 360 eventos. Fez-se avaliação da capacidade de retenção dinâmica utilizando os três diferentes tamanhos de cânulas com 100 eventos cada, totalizando 300 eventos. RESULTADOS: Detectou-se que o diâmetro e comprimento dos êmbolos, assim como diâmetros da cânula, podem comprometer a eficácia do filtro. A média de captura de êmbolos pelos filtros foi de 80,5% nas cânulas de 35 mm, 88,7% para cânulas de 30 mm e 86,6% para cânulas de 25 mm. CONCLUSÃO: Conclui-se que a eficácia desse filtro sofre interferência relacionada ao tamanho dos êmbolos e diâmetro da cânula.

Palavras-chave : in vitro; filtros de veia cava; veia cava.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons