SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número3Crioplastia para tratamento da doença arterial fêmoro-poplíteaTratamento convencional e endovascular para rara associação de doenças: síndrome de veia cava superior e aneurisma aorto-ilíaco - controle após 12 meses índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Vascular Brasileiro

versão impressa ISSN 1677-5449

Resumo

SIQUEIRA, Gustavo Lopes Gomes et al. Infecção de corrente sanguínea relacionada a cateter venoso central (ICSRC) em enfermarias: estudo prospectivo comparativo entre veia subclávia e veia jugular interna. J. vasc. bras. [online]. 2011, vol.10, n.3, pp.211-216. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/S1677-54492011000300005.

CONTEXTO: Hemocultura positiva associada a cateter venoso central tem sido estudada em unidades de terapia intensiva (UTI), mas ainda é controverso se o acesso jugular tem maior incidência de complicações infecciosas que o acesso na veia subclávia. OBJETIVO: Comparar índice de infecção entre os acessos na jugular interna e os na veia subclávia em pacientes internados nas enfermarias de cirurgia. MÉTODOS: Estudo prospectivo, descritivo e comparativo com 114 cateteres em 96 pacientes admitidos nas enfermarias de cirurgia de um Hospital Quaternário, tendo como variáveis o local de inserção, número de lumens, tempo de uso, comparando-os com o índice de complicações infecciosas. RESULTADOS: O índice de infecção foi de 9,64% (11 cateteres), sem significância estatística quando comparados o número de lumens (mono versus duplo) e infecção (p=0,274); também sem significância estatística a comparação entre o tempo de uso (>14 dias) e infecção (p=0,156). Comparando os acessos jugular e subclávia, encontramos significância estatística tendo infecção em 17,2% na subclávia e 1,8% na jugular, com p=0,005. Índice de Hemocultura positivo associado a cateter venoso central foi maior no acesso subclávia quando comparado com jugular interna, com OR 11,2, IC95% (1,4-90,9; p=0,023). CONCLUSÕES: O acesso venoso central na jugular interna tem menor risco de infecção se comparado com subclávia em enfermarias.

Palavras-chave : cateterismo venoso central; infecção hospitalar; bacteriemia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons