SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número4Análise comparativa entre tratamentos convencional e endovascular de aneurisma de aorta abdominalPerfil microbiológico e de resistência antimicrobiana no pé diabético infectado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Vascular Brasileiro

versão impressa ISSN 1677-5449versão On-line ISSN 1677-7301

Resumo

AMATO, Alexandre Campos Moraes  e  BENITTI, Daniel Augusto. Impacto da educação continuada na análise de imagens vasculares para planejamento endovascular. J. vasc. bras. [online]. 2014, vol.13, n.4, pp.285-288. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/1677-5449.0014.

Introdução:

A manipulação de imagens utilizando os algoritmos de reconstrução tridimensional multiplanares (3D MPR) e a intensidade de projeção máxima (MIP) demanda, inicialmente, a constatação da real validade do método e da sua superioridade sobre os métodos tradicionais analógicos ou semidigitais de mensuração.

Objetivo:

Avaliar a compreensão dos médicos que realizaram o curso da metodologia por eles aplicada anteriormente, para programação cirúrgica endovascular, e sua opção de método após realização do curso.

Método:

A pesquisa foi realizada entre os alunos que realizaram o curso, que responderam um questionário em intranet.

Resultados:

Um número de 161 participantes respondeu ao questionário proposto. Com relação a seu conhecimento prévio, 38,8% reportaram nenhum conhecimento, 45,6% reportaram pouco conhecimento, 15% responderam conhecimento básico e apenas 0,6% considerou seu conhecimento como avançado. Com relação ao método de mensuração utilizado, 12,5% confiavam nas medidas do laudo do Radiologista; 14% utilizavam as chapas impressas e usavam compasso; 36,8% utilizavam as imagens axiais para fazer as medidas; 11,8% utilizavam as imagens axiais no próprio OsiriX; 14% utilizavam o método 3D MPR, e 11% utilizavam o 3D MPR e o 3D MPR associado ao MIP. Dos participantes, 81,5% afirmaram refazer as medidas no intraoperatório com o uso do cateter centimetrado, apesar de ter feito as medidas anteriormente por um dos métodos supracitados.

Conclusão:

A pesquisa revelou que a educação continuada, por meio de curso especializado, mostrou-se eficaz na compreensão da importância do método de análise de imagens por reconstrução tridimensional multiplanar e algoritmos de otimização de imagens.

Palavras-chave : processamento de imagem assistida por computador; tomografia; aneurisma; educação continuada.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )