SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue2Outcome of 1470nm laser diode ablation for superficial venous insufficiency author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Vascular Brasileiro

Print version ISSN 1677-5449On-line version ISSN 1677-7301

Abstract

CONRAD, Carolina et al. Tradução para o português, adaptação cultural e validação do Questionário de Avaliação de Próteses. J. vasc. bras. [online]. 2015, vol.14, n.2, pp.110-114. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/1677-5449.0038.

CONTEXTO:

Qualidade de vida tem sido a principal preocupação em pacientes com disfunção permanente.

OBJETIVO:

Traduzir, adaptar e validar uma versão Brasileira do Prosthesis Evaluation Questionnaire (PEQ).

MÉTODOS:

O questionário foi traduzido para o Português, retraduzido para inglês e adaptado culturalmente para a população brasileira. Sessenta e cinco amputados transtibiais unilaterais (45 homens, 20 mulheres, média de idade: 44 anos); 47 de etiologia traumática, 14 vascular e 4 de outras causas, todos protetizados, foram entrevistados duas vezes no mesmo dia e no intervalo de 15 dias. A versão brasileira do SF 36 (Medida de Qualidade de Vida genérica) e MIF (Medida de Independência Funcional) foram aplicadas.

RESULTADOS:

A consistência interna de 9 escalas da PEQ foi testada pelo coeficiente Alpha de Cronbach (0,65-0,89; valores altos). O teste T de Student foi usado para a avaliação interobservadores (0,35-0,84; valores de confiança, exceto para Escala de Saúde do Membro Residual) e para o Coeficiente de Correlação Intraclasses (ICC), que variou de 0,65 a 0,92, valores de confiança. O teste T de Student foi usado durante a avaliação intraobservadores (0,42-0,83; exceto para Escala de Saúde do Membro Residual) e o ICC também (0,80-0,94), ambos valores de confiança. A correlação entre PEQ, SF 36 e MIF foi testada pelo coeficiente de correlação de Pearson e foi estatisticamente insignificante (p>0,01).

CONCLUSÃO:

A versão brasileira da PEQ tem alta consistência interna e é uma medida de qualidade de vida confiável para pacientes amputados, mas não mostrou associação com SF 36 e MIF.

Keywords : qualidade de vida; amputação; extremidade inferior.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )