SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue4Endovascular repair of a thoracoabdominal pseudoaneurysm in a patient with Behçet’s diseasePseudoaneurysm of the popliteal artery in a patient with Type VI Ehlers-Danlos Syndrome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Vascular Brasileiro

Print version ISSN 1677-5449On-line version ISSN 1677-7301

Abstract

KLEINSORGE, Gustavo Henrique Dumont et al. Tratamento endovascular de sangramento tardio pós tonsilectomia. J. vasc. bras. [online]. 2015, vol.14, n.4, pp.356-359.  Epub Dec 01, 2015. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/1677-5449.07514.

A tonsilectomia é um dos procedimentos mais realizados por otorrinolaringologistas e possui como principal complicação a hemorragia. Alguns casos podem se manifestar tardiamente e se relacionam com a formação de pseudoaneurismas. Apesar de rara, essa é uma complicação grave e pode levar ao óbito se não tratada devidamente. Em casos de sangramento significativo, as reintervenções cirúrgicas são necessárias, sendo as 3 formas mais comuns: sutura, cauterização ou por tratamento endovascular. O nosso estudo tem por objetivo apresentar o histórico de uma paciente de 28 anos, sexo feminino, com sangramento maciço pós tonsilectomia no 31º dia de pós-operatório. Foi realizada abordagem endovascular e diagnosticada lesão em artéria facial esquerda. O tratamento definitivo foi por embolização seletiva de artéria facial com micromola e partículas de polivinil álcool (P.V.A.) 500 μm, nessa ordem de utilização, a fim de evitar-se embolização distal. O método endovascular mostrou-se seguro, definitivo e seletivo.

Keywords : tonsilectomia; pseudoaneurisma; procedimentos endovasculares; embolização.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )