SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue3The role of vascular echography in the management of complications associated with central venous access for hemodialysis in cancer patients: two case reports and literature reviewLatex balloons: an alternative, low-cost model for vascular anastomosis training in medical education author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Vascular Brasileiro

Print version ISSN 1677-5449On-line version ISSN 1677-7301

Abstract

PEREIRA, Raquel Magalhães et al. Embolia balística arterial após ferimento torácico por arma de fogo. J. vasc. bras. [online]. 2018, vol.17, n.3, pp.262-266.  Epub Aug 30, 2018. ISSN 1677-5449.  http://dx.doi.org/10.1590/1677-5449.005315.

A embolia balística pelo sistema arterial ou venoso é uma complicação rara de ferimentos penetrantes por arma de fogo. Um homem de 29 anos se apresentou na emergência com um ferimento por arma de fogo no braço esquerdo, que transfixou o braço e atingiu o tórax, sem ferimento de saída. Radiografias iniciais mostraram o projétil na coxa superior esquerda. A tomografia contrastada mostrou um pseudoaneurisma da aorta torácica descendente e o projétil no interior da artéria femoral superficial proximal esquerda. Ao exame físico, o pulso pedioso esquerdo estava diminuído e o paciente referiu dormência no hálux esquerdo. Foi realizado o reparo endovascular da aorta torácica e a tromboembolectomia/retirada do projétil por incisão femoral esquerda, ambos bem-sucedidos. Considerando que o diagnóstico de embolia balística depende de um alto grau de suspeição, os médicos que manejam pacientes com ferimentos por arma de fogo devem estar atentos a essa possibilidade.

Keywords : embolia; ferimentos por arma de fogo; aorta; artéria femoral; procedimentos endovasculares.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )