SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número24Jackson Pollock e a descoberta do inconsciente na arte americana do pós-guerra.Falsa interface como recurso poético na obra interativa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


ARS (São Paulo)

versão impressa ISSN 1678-5320versão On-line ISSN 2178-0447

Resumo

LEOTE, Rosangella. Multisensorialidade e sinestesia: poéticas possíveis?. ARS (São Paulo) [online]. 2014, vol.12, n.24, pp.42-61. ISSN 1678-5320.  https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2014.96737.

Pretendo apresentar neste trabalho alguns aspectos da percepção quando esta envolve obras no uso de tecnologias emergentes, tanto para o fazer artístico, como na relação de fruição da obra. Para isto, trago conceitos de modos interativos, bem como multissensoriais, sinestésicos e pseudo sinestésicos. Observo uma problemática sobre a acepção da obra de arte, dentro desta situação poética, em especial quando ela compõe elementos lúdicos, assim como outros elementos de caráter de entretenimento. Encontro apoio para compreender esta problemática, que é de natureza transdisciplinar, em fundamentos de ordem multidisciplinar. Tento, neste discurso, apontar respostas objetivas, embora hipotéticas, uma vez que se referem a uma pesquisa em andamento. Para isto, abordo as relações entre estas figuras, sejam elas a obra, o artista e o interator. Elenco possíveis razões sistêmicas, semióticas e neurocientíficas para um tipo de aproximação entre estas partes que, desde já, coloco como imbricadas. Além disto, demonstro como certas poéticas podem encaminhar à Multisensorialidade sem envolver sinestesia.

Palavras-chave : consciência; interatividade; multisensorialidade; poética; pseudo sinestesia; sinestesia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )