SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número1Distribuição do peso ao nascer da população do Hospital Geral do Grajaú comparada à da população da cidade de São PauloA avaliação do comportamento do pré-escolar recém-admitido na unidade de pediatria e o uso do brinquedo terapêutico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Einstein (São Paulo)

versão impressa ISSN 1679-4508versão On-line ISSN 2317-6385

Resumo

PINTO, Nathali Cordeiro et al. Estudo piloto em neonatos utilizando o laser de baixa intensidade no pós-operatório imediato de mielomeningocele. Einstein (São Paulo) [online]. 2010, vol.8, n.1, pp.5-9. ISSN 2317-6385.  https://doi.org/10.1590/s1679-45082010ao1441.

objetivo:

Analisar o comportamento da reparação tecidual de incisão cirúrgica corretiva em neonatos submetidos ao laser de baixa intensidade, auxiliando a redução de incidência de deiscência pós-operatória de correção cirúrgica de mielomeningocele realizada imediatamente após o nascimento.

Métodos:

Estudo piloto, prospectivo, com 13 pacientes operados ao nascimento de mielomeningocele e submetidos ao laser de baixa intensidade como adjuvante. Foi aplicado, ao longo da incisão cirúrgica, o laser de diodo C.W., λ = 685 nm, p = 21 mW, com E = 0,19 J por ponto, totalizando valores de energia entregue por paciente entre 4 e 10 J, de acordo com a área da cicatriz cirúrgica, e comparando com os resultados obtidos previamente de 23 pacientes operados sem a terapia com o laser (Grupo B).

Resultados:

Este estudo revelou significativa redução de deiscências no pós-operatório de neonatos, quando submetidos ao laser de baixa intensidade comparados ao controle (7,69 versus 17,39%, respectivamente), evidenciando ser um método de tratamento eficaz, seguro e não-invasivo.

Conclusão:

Esta nova proposta terapêutica adjuvante com o laser de baixa intensidade auxiliou na reparação tecidual da ferida operatória, evitando morbidades, além de diminuir o tempo de internação, sinalizando possível redução de custos tanto para os pacientes quanto para a instituição.

Palavras-chave : Recém-nascido; Doenças congênitas, hereditárias e neonatais e anormalidades/cirurgia; Terapia a laser de baixa intensidade; Deiscência da ferida operatória/prevenção e controle; Meningomielocele/cirurgia; Regeneração tecidual guiada/métodos; Complicações pós-operatórias.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )