SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue3Factors associated with acute medication overuse in chronic migraine patientsHysteroscopic endometrial polypectomy: outpatient versus conventional treatment author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Einstein (São Paulo)

Print version ISSN 1679-4508

Abstract

JACINTO, Alessandro Ferrari et al. Estudo psicométrico da Escala de Avaliação de Demência e sua aplicabilidade em instituições de longa permanência no Brasil. Einstein (São Paulo) [online]. 2012, vol.10, n.3, pp. 318-322. ISSN 1679-4508.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082012000300011.

OBJETIVO: Avaliar a sensibilidade e a especificidade diagnósticas, e a concordância da Escala de Avaliação de Demência, com diagnóstico clínico de comprometimento cognitivo, e compará-las com as do Miniexame do Estado Mental. MÉTODOS: Oitenta e seis idosos de uma instituição de longa permanência foram convidados a participar do estudo e, destes, 58 concordaram em fazê-lo. A avaliação continha Miniexame do Estado Mental e Escala de Avaliação de Demência. O diagnóstico clínico de comprometimento cognitivo foi realizado por especialistas que utilizaram os critérios do DSM-IV. Escores da Escala de Avaliação de Demência e do Miniexame do Estado Mental foram correlacionados e suas sensibilidade e especificidade, obtidas. RESULTADOS: Vinte e dois (37,9%) idosos tinham comprometimento cognitivo (8,6% apresentaram comprometimento cognitivo leve e 29,3% demência). O Miniexame do Estado Mental e a Escala de Avaliação de Demência classificaram 31% e 55,2% como apresentando comprometimento cognitivo. Os escores da Escala de Avaliação de Demência e do Miniexame do Estado Mental tiveram uma forte correlação. A Escala de Avaliação de Demência teve uma sensibilidade maior do que o Miniexame do Estado Mental (86,4% versus 61,9%) e a especificidade foi menor (63,9% versus 86,5%). A concordância diagnóstica da Escala de Avaliação de Demência e do Miniexame do Estado Mental com a o diagnóstico clínico foi similar. CONCLUSÃO: A Escala de Avaliação de Demência mostrou uma sensibilidade maior na detecção de comprometimento cognitivo na população estudada e poderia ser um instrumento útil para aplicação em instituições de longa permanência.

Keywords : Cognição; Delirium, demência, transtorno amnéstico e outros transtornos cognitivos; Testes neuropsicológicos; Instituição de longa permanência para idosos; Idoso; Sensibilidade e especificidade; Escalas.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese