SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue3Nonbiological maternal risk factor for low birth weight on Latin America: a systematic review of literature with meta-analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Einstein (São Paulo)

Print version ISSN 1679-4508

Abstract

FINGER, Eduardo. A termodinâmica como princípio motriz do sistema imune. Einstein (São Paulo) [online]. 2012, vol.10, n.3, pp. 386-388. ISSN 1679-4508.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082012000300024.

Nos últimos 120 anos, poucas coisas contribuíram tanto para a compreensão do funcionamento do sistema imune quanto o estudo de seu comportamento na relação hospedeiro/parasita. Apesar do avanço, algumas questões permanecem sem resposta clara, como, por exemplo: qual o objetivo do sistema imune? Qual o princípio de sua atuação? Se perguntarmos aleatoriamente, a maioria imediatamente responderá: "defender o organismo contra invasores externos", mas exatamente do que nos defendemos? Como esses invasores nos prejudicam? Quais critérios determinam o que é um invasor? Por outro lado, se o sistema imune existe para nos defender de invasores externos, como qualificar sua atuação contra processos "internos", como as neoplasias? Por que morremos de câncer? Ou de infecção? Ou mesmo: por que morremos? Essas perguntas aparentemente óbvias não são simples nem triviais e a dificuldade em respondê-las revela a complexa realidade que o sistema imune administra. O objetivo deste artigo foi articular, para o leitor, algo que ele instintivamente já sabe: que as decisões do sistema imune são tomadas segundo princípios termodinâmicos. Adicionalmente, discutiremos como esta aparente mudança de paradigma altera conceitos como saúde, doença e terapêutica.

Keywords : Imunologia; Fisiopatologia; Termodinâmica; Ecologia; Terapêutica.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese