SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue4Retention rates of infliximab and tocilizumab during a 3-year period in a Brazilian hospitalHigh correlation between microbubble contrast-enhanced ultrasound, magnetic resonance and histopathology in the evaluation of hepatocellular carcinoma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Einstein (São Paulo)

Print version ISSN 1679-4508

Abstract

CUCATO, Gabriel Grizzo et al. Comparação entre os métodos subjetivo e objetivo para avaliação da capacidade funcional durante tratamento clínico em pacientes com claudicação intermitente. Einstein (São Paulo) [online]. 2013, vol.11, n.4, pp.495-499. ISSN 1679-4508.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082013000400016.

OBJETIVO: Verificar se há relação entre a medida da capacidade funcional avaliada subjetiva e objetivamente em relação ao estado atual e após tratamento clínico em pacientes com claudicação intermitente. MÉTODOS: Foram recrutados 500 pacientes com claudicação intermitente. Todos realizaram exame clínico e foram submetidos a uma avaliação funcional por meio do método subjetivo (consulta clínica) e objetivo (teste de esteira). Adicionalmente, 50 pacientes foram selecionados para se avaliar o efeito do tratamento clínico, pelos métodos subjetivo e objetivo, em relação à capacidade funcional. RESULTADOS: Dos 500 pacientes selecionados, somente 60 (12,0%) apresentaram valores referidos e observados similares. Os demais pacientes, ou seja, 440 (88,0%) apresentaram valores relatados discordantes em relação àqueles obtidos no teste de esforço. Com relação ao efeito do tratamento clínico em relação à capacidade funcional, os resultados foram similares entre ambos os métodos (χ2=1,7; p=0,427). CONCLUSÃO: Apesar de o método subjetivo superestimar os valores de capacidade funcional, quando comparados ao método objetivo, não foram observadas diferenças significantes entre ambos os métodos, quando se analisou o efeito do tratamento clínico. Assim, o método subjetivo fornece informações similares em comparação à medida objetiva no acompanhamento do tratamento clínico de pacientes com claudicação intermitente.

Keywords : Doença arterial periférica [terapia]; Teste de esforço; Caminhada.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License