SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número1 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Einstein (São Paulo)

versão impressa ISSN 1679-4508versão On-line ISSN 2317-6385

Resumo

FORNAZARI, Vinicius Adami Vayego et al. Ressonância magnética funcional para avaliação clínica da contratilidade uterina. Einstein (São Paulo) [online]. 2018, vol.16, n.1, eMD3863.  Epub 23-Abr-2018. ISSN 2317-6385.  https://doi.org/10.1590/s1679-45082018md3863.

A contratilidade uterina fora da fase gestacional, durante o ciclo menstrual e as habituais variações funcionais do órgão, é um dos mecanismos responsáveis pela reprodução e fertilidade, devido sua ação direta nos mecanismos de condução dos espermatozoides até o óvulo e na implantação decidual. Patologias como leiomioma uterino, endometriose, adenomiose, síndrome dos ovários policísticos, bem como o uso de dispositivos intrauterinos e anticoncepcionais orais, podem alterar a funcionalidade da contratilidade uterina. Desta forma a ressonância magnética com sequências ultra-rápidas proporcionam uma avaliação dinâmica (cine-RM) e assim a correlação da qualidade da contratilidade uterina em pacientes com infertilidade ou patologias vigentes.

Palavras-chave : Contração uterina; Mioma; Imagem por ressonância magnética; Infertilidade; Transporte espermático.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )