SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18Prevalence of dementia in patients seen at a private hospital in the Southern Region of BrazilAnalysis of anti-tuberculosis drug resistance and sociodemographic and clinical aspects of patients admitted in a referral hospital author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Einstein (São Paulo)

Print version ISSN 1679-4508On-line version ISSN 2317-6385

Abstract

SANTOS, Fabiana Silvestre dos; DIAS, Bianca Menezes  and  REIS, Adriano Max Moreira. Visitas de idosos a departamentos de emergência em até 30 dias após a alta hospitalar: análise na perspectiva da farmacoterapia. Einstein (São Paulo) [online]. 2020, vol.18, eAO4871.  Epub Oct 24, 2019. ISSN 1679-4508.  https://doi.org/10.31744/einstein_journal/2020ao4871.

Objetivo

Analisar, da perspectiva da farmacoterapia, os fatores associados à visita de idosos a departamentos de emergência em até 30 dias após a alta da internação índice.

Métodos

Foi realizado estudo transversal em hospital público geral, com idosos. Visita a departamento de emergência foi definido como a permanência do idoso nesse serviço por até 24 horas. A complexidade da farmacoterapia foi determinada usando o Medication Regimen Complexity Index. Os medicamentos potencialmente inapropriados para idosos foram classificados segundo os critérios American Geriatric Society/Beers , de 2015. O desfecho investigado foi a frequência de visita a departamento de emergência em 30 dias após a alta hospitalar. Regressão logística multivariada foi realizada para identificar os fatores associados à visita a departamento de emergência.

Resultados

No estudo, foram incluídos 255 idosos; 67 (26,3%) visitaram departamento emergência em 30 dias após a alta hospitalar. Polifarmácia e medicamentos potencialmente inapropriados para idosos não apresentaram associação estatística significante. O diagnóstico de insuficiência cardíaca e o índice da complexidade da farmacoterapia >16,5 apresentaram associação positiva com visita a departamento de emergência (RC=2,3; IC95%: 1,04-4,94; p=0,048; e RC=2,1; IC95%: 1,11-4,02; p=0,011), respectivamente. Ainda, o diagnóstico de diabetes mellitus e a doença renal crônica foram fatores de proteção para o desfecho (RC=0,4; IC95%: 0,20-0,73; p=0,004; e RC=0,3; IC95%: 0,13-0,86; p=0,023).

Conclusão

O diagnóstico de insuficiência cardíaca e o índice da complexidade da farmacoterapia >16,5 apresentaram associação positiva com ocorrência de visita a departamento de emergência dentro de 30 dias após a alta.

Keywords : Serviço hospitalar de emergência; Idoso; Tratamento farmacológico.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )