SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18Prevalence and intensity of pain during diagnostic hysteroscopy in women attending an infertility clinic: analysis of 489 casesAnalysis of the technical-scientific production of the National Council for Scientific and Technological Development (CNPq) productivity fellows in Pediatrics author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Einstein (São Paulo)

Print version ISSN 1679-4508On-line version ISSN 2317-6385

Abstract

NASCIMENTO, Vanigleidson Silva do et al. Associação entre transtornos alimentares, suicídio e sintomas depressivos em universitários de cursos de saúde. Einstein (São Paulo) [online]. 2020, vol.18, eAO4908.  Epub Dec 20, 2019. ISSN 1679-4508.  https://doi.org/10.31744/einstein_journal/2020ao4908.

Objetivo:

Identificar sintomas de transtornos alimentares e possíveis associações com o risco de suicídio e sintomas depressivos em universitários de cursos de saúde.

Métodos:

Neste estudo de corte transversal, foram avaliados 271 estudantes. Foram utilizados os instrumentos Teste de Atitudes Alimentares e Bulimic Investigatory Test of Edinburgh, para identificação de sintomas de transtornos alimentares. Para o rastreamento de sintomas depressivos, foi usado o questionário de autoavaliação da Escala de Hamilton − Depressão, e o Mini International Neuropsychiatric Interview, para identificação do risco de suicídio. Todos os participantes responderam um questionário contendo informações sociodemográficas, para classificação econômica da amostra.

Resultados:

A frequência para sintomas de transtornos alimentares foi de 7,4% e de 29,1% para sintomas de bulimia nervosa. Cerca de 17,3% foram sintomáticos para depressão maior, e 13,6% tinham algum grau de risco de suicídio; destes, 7,4% foram considerados com risco de suicídio leve, 0,7% com risco moderado e 5,5% com risco alto de suicídio. Houve correlação entre risco para transtornos alimentares e risco de suicídio (p<0,001).

Conclusão:

Universitários com risco para os transtornos alimentares, bem como os que possuem sintomatologia sugestiva para depressão têm maior probabilidade de desenvolver o risco de suicídio.

Keywords : Transtornos da alimentação e da ingestão de alimentos; Depressão; Suicídio; Estudantes de ciências da saúde.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )