SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue2Taxonomic revision of the Rineloricaria species (Siluriformes: Loricariidae) from the Paraguay River basinCytogenetic and molecular markers reveal the complexity of the genus Piabina Reinhardt, 1867 (Characiformes: Characidae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Neotropical Ichthyology

Print version ISSN 1679-6225

Abstract

HONJI, Renato M. et al. Embryonic development and larval stages of Steindachneridion parahybae (Siluriformes: Pimelodidae): implications for the conservation and rearing of this endangered Neotropical species. Neotrop. ichthyol. [online]. 2012, vol.10, n.2, pp. 313-327.  Epub June 14, 2012. ISSN 1679-6225.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-62252012005000009.

Steindachneridion parahybae é um bagre de água doce, endêmico do rio Paraíba do Sul e é classificado como espécie neotropical ameaçada. Um número crescente de biólogos conservacionistas estão incorporando dados de pesquisas morfológicas e fisiológicas para ajudar os gestores de conservação no resgate destas espécies ameaçadas de extinção. Este estudo investigou o desenvolvimento embrionário e larval de S. parahybae em cativeiro, com ênfase nos principais eventos durante a ontogenia de S. parahybae. Reprodutores foram artificialmente induzidos à reprodução e a extrusão ocorreu com 200-255 horas-graus após a indução hormonal a 24°C. A ontogenia larval foi avaliada a cada 10 minutos sob microscópio/ estereomicroscópio, utilizando-se amostras de ovos recém coletados. Os principais estágios de desenvolvimento embrionário foram identificados: zigoto, clivagem, incluindo as fases, mórula, blástula e gástrula, organogênese e eclosão. Os ovócitos extrusados apresentaram uma média de diâmetro de 1,10 ± 0,10 mm e depois da fertilização e hidratação dos ovos, a média de diâmetro dos ovos aumentou para 1,90 ± 0,60 mm, caracterizado pelo grande espaço vitelínico que persistiu até o desenvolvimento do embrião, duplo córion e os polos (animal e vegetal). A divisão celular iniciou-se aproximadamente dois minutos após a fertilização (AF), resultando em 2, 4, 8 (4 x 2 arranjo das células), 16 (4 x 4), 32 (4 x 8) e 64 (2 x 4 x 8) células. Adicionalmente, seguiram as fases de blástula e gástrula depois das divisões celulares. O fechamento do blastóporo ocorreu às 11 h 20 min AF; seguindo o desenvolvimento, os estágios de organogênese foram identificados e subdivididos, respectivamente em: fase de divisão inicial e fase de divisão avançada. Na fase de divisão inicial, depois do estabelecimento do eixo do embrião, foi possível distinguir as regiões cefálica e caudal; os somitos e as vesículas ópticas se desenvolveram com aproximadamente 20 h AF. A eclosão total ocorreu com cerca de 54 h AF e o comprimento médio foi de 4,30 ± 0,70 mm. A redução gradual do saco vitelínico foi observada durante os primeiros dois dias de desenvolvimento larval. A primeira alimentação ocorreu no final do segundo dia. Durante a fase larval, canibalismo, crescimento larval heterogêneo e fotofobia também foram observados. Estas informações serão importantes para aperfeiçoar o protocolo de reprodução artificial em S. parahybae em programas de reprodução controlada.

Keywords : Artificial reproduction; Early development; Eggs; Larvae; Surubim do Paraíba.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English