SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número2Cytogenetic and molecular markers reveal the complexity of the genus Piabina Reinhardt, 1867 (Characiformes: Characidae)Comparative morphology of gill glands in externally fertilizing and inseminating species of cheirodontine fishes, with implications on the phylogeny of the family Characidae (Actinopterygii: Characiformes) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Neotropical Ichthyology

versão impressa ISSN 1679-6225

Resumo

CRICHIGNO, Sonia A.; BATTINI, Miguel A.  e  CUSSAC, Víctor E.. Early morphological variation and induction of phenotypic plasticity in Patagonian pejerrey. Neotrop. ichthyol. [online]. 2012, vol.10, n.2, pp.341-348.  Epub 14-Jun-2012. ISSN 1679-6225.  https://doi.org/10.1590/S1679-62252012005000007.

O objetivo deste trabalho foi estudar a variação morfológica e plasticidade fenotípica do peixe-rei da Patagônia Odontesthes hatcheri (Teleostei: Atherinopsidae), a dependência da morfologia inicial no tempo de desenvolvimento e temperatura, e a indução de alterações morfológicas pela alimentação controlada em juvenis. Embriões recém-nascidos, incubados a duas temperaturas diferentes (13 e 18oC) e juvenis foram utilizados para o estudo de indução de plasticidade fenotípica. Formas do corpo e cabeça foram analisadas com técnicas de morfometria geométrica e medições lineares. Os nossos resultados mostraram que a variação da forma no nascimento foi relacionada com a curvatura da cabeça do embrião no saco vitelino, aumentando o ângulo de cabeça-tronco devido ao endireitamento progressivo do embrião. O ângulo da cabeça-tronco relacionou-se com a temperatura de incubação, com os embriões incubados na temperatura elevada sendo mais curvados. Os embriões que eclodiram mais cedo tinham sacos vitelinos maiores do que aqueles que eclodiram tardiamente. Em juvenis, os experimentos de alimentação controlada adicionaram nova variação morfológica àquela dos juvenis selvagens. Em todas as comparações, a espessura da cabeça, o tamanho da pré-maxila e mandíbula, e a posição do olho mostraram uma maior variação devido à alimentação controlada. Estes resultados irão contribuir para a compreensão da complexidade da variação morfológica de O. hatcheri.

Palavras-chave : Atherinopsidae; Development; Feeding; Morphometry; Odontesthes hatcheri.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons