SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 número4Estimation of heavy metals in little blue heron (Egretta caerulea) collected from sepetiba bay, rio de janeiro, brazil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Oceanography

versão On-line ISSN 1982-436X

Resumo

LI, Ying Xia et al. Physiological responses of Porphyra haitanesis to different copper and zinc concentrations. Braz. j. oceanogr. [online]. 2010, vol.58, n.4, pp.261-267. ISSN 1982-436X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-87592010000400001.

No presente estudo foram investigadas as respostas fisiológicas da alga vermelha Porphyra haitanesis às elevadas concentrações de cobre (acima de 50 μM) e de zinco (acima de 100 μM). Os resultados mostram que os efeitos de Cu2+ e Zn2+ sobre o crescimento, pigmentos fotossintéticos (clorofilas e carotenóides), ficobiliproteína e metabolismo (o espectro de emissão de fluorescência e as atividades do fotossistema) não seguem o mesmo padrão. A taxa de crescimento relativo foi inibida por diferentes concentrações de Cu2+ e, em presença de Zn2+, aumentou ligeiramente em baixas concentrações (abaixo de 10 μM) e foi inibida em altas concentrações. Por outro lado, os teores de ficoeritrina apresentaram leve aumento em concentrações relativamente baixas de Cu2+ e Zn2+ (até 1 μM Cu2+ e até 20 μM Zn2+, respectivamente) e foram inibidas por altas concentrações. Além disso, tanto a fotossíntese quanto a respiração mostraram aumento nas trocas de oxigênio em resposta às concentrações relativamente baixas de Cu2+ (até 1 μM) e de Zn2+ (até 10 μM), além da redução em concentrações relativamente altas desses metais. Adicionalmente, as atividades fotoredutoras e as emissões de fluorescência do fotossistema II (PSII) foram incrementadas em baixas concentrações de Cu2+ (até 0,1 μM) e de Zn2+ (até 10 μM) e inibidas por altas concentrações. Desta forma, a intensidade da fluorescência da clorofila-a e dos centros de reação ativa PSII seguiram um padrão semelhante em resposta às elevadas concentrações de Cu2+ e Zn2+. Esses resultados sugerem que baixas concentrações de Cu2+ e Zn2+ afetam o metabolismo de P. haitanesis, que se torna inibido por altas concentrações desses metais.

Palavras-chave : Porphyra haitanesis; Cobre; Zinco; Fotossistema II.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons