SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue2Early development, survival and growth rates of the giant clam Tridacna crocea (Bivalvia: Tridacnidae)Bycatch of franciscana dolphins Pontoporia blainvillei and the dynamic of artisanal fisheries in the species' southernmost area of distribution author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Oceanography

On-line version ISSN 1982-436X

Abstract

VIEIRA, Jenyffer Vierheller; BORZONE, Carlos Alberto; LORENZI, Luciano  and  CARVALHO, Fabiano Grecco de. Human impact on the benthic macrofauna of two beach environments with different morphodynamic characteristics in southern Brazil. Braz. j. oceanogr. [online]. 2012, vol.60, n.2, pp. 135-148. ISSN 1982-436X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-87592012000200004.

Poluição, exploração de recursos, erosão e atividades recreativas são os impactos mais comuns que de alguma forma alteram o equilíbrio natural do ecossistema praial. O objetivo deste trabalho foi comparar a riqueza e a abundância da macrofauna bentônica entre um setor não urbanizado e outro urbanizado de duas praias morfodinamicamente distintas. Os setores de cada praia foram analisados levando em consideração aspectos morfodinâmicos, antrópicos (atividades recreativas) e ecológicos. Morfodinamicamente, uma das praias apresentou sedimentos formados por areia fina, suave inclinação e morfodinamismo com características dissipativas. A outra praia apresentou sedimentos formados por areia média, perfil íngreme e características morfodinâmicas entre intermediárias a refletivas. Em ambas as praias, durante o verão, o setor urbanizado apresentou maior abundância de usuários do que o setor não urbanizado. Na praia com morfodinamismo dissipativo, relações negativas foram observadas entre a abundância de usuários e a dos organismos Bledius bonariensis, Donax hanleyanus, Thoracophelia furcifera, Excirolana armata, Phoxocephalopsis sp. e Tholozodium rhombofrontalis. Já na praia com morfodinamismo intermediário a refletivo, foram registradas baixas abundâncias de Atlantorchestoidea brasiliensis e Excirolana braziliensis no setor urbanizado. Assim, os resultados do presente estudo sugerem a utilização de algumas espécies como indicadores de impactos antrópicos nos ecossistemas praiais.

Keywords : Praias arenosas; Morfodinâmica; Macroinfauna; Atividade recreativa.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English