SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 número1Spatial and nycthemeral distribution of the zooneuston off Fernando de Noronha, BrazilStandardization of a protocol to extract and analyze chlorophyll a and carotenoids in Gracilaria tenuistipitata Var. Liui. Zhang and Xia (Rhodophyta) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Oceanography

versão impressa ISSN 1679-8759

Resumo

CARDOSO, Irene Azevedo; FALKENHAUG, Tone  e  FERNANDES, Luiz Fernando Loureiro. Comparison between the shrimp species richness (Caridea and Dendrobranchiata, Decapoda, Crustacea) of the south and north mid Atlantic ridge. Braz. j. oceanogr. [online]. 2014, vol.62, n.1, pp.47-56. ISSN 1679-8759.  http://dx.doi.org/10.1590/s1679-87592014060706201.

A Cordilheira Meso Atlântica (CMA) é uma cadeia de montes submersos com 60.000 km, dividida em região norte e sul, separadas pela Fratura Equatorial, que corta transversalmente a CMA. A Fratura Equatorial possui profundidade máxima de 7.760 m e largura média de 19 km. Incluímos aqui dados de dois cruzeiros do projeto internacional MAR-ECO, um no norte e um no sul da CMA. Nosso principal objetivo é comparar a riqueza de espécies e a composição específica de camarões decápodes, pelágicos e bentônicos, dessas duas áreas para observar padrões de distribuição latitudinal ao longo da CMA. Usando métodos de rarefação, obtivemos resultados interessantes: a curva de amostras pelágicas da CMA norte encontra-se perto de uma assíntota, o que nos levou a concluir estarmos próximos ao número verdadeiro de espécies de camarões pelágicos nesta região. Por sua vez, a curva de amostras pelágicas da CMA sul possui uma inclinação muito forte, o que nos permitiu concluir que nessa região ainda estamos longe do número verdadeiro de espécies. Uma comparação da riqueza de espécies em 12 amostras (menor número de amostras compartilhado pelos dois cruzeiros) revelou que a riqueza de espécies pelágicas é maior do que a demersal, e que a CMA norte contém uma riqueza maior que a região ao sul.

Palavras-chave : Cordilheira Meso-Atlântica; Decapoda; Caridea; Dendrobranchiata; Riqueza de espécies; Composição específica; Padrões de distribuição.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons