SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue1Hospital costs of renal colic diagnosis and management in a Brazilian private emergency servicePain assessment and control by nurses of a neonatal intensive care unit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Dor

Print version ISSN 1806-0013

Abstract

CORTEZ, Joana Gadioli et al. Palestra e manual sobre tratamento da dor alteraram a prescrição de analgésicos no pós-operatório de cirurgia geral. Rev. dor [online]. 2013, vol.14, n.1, pp.17-20. ISSN 1806-0013.  https://doi.org/10.1590/S1806-00132013000100005.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O planejamento da analgesia no tratamento da dor aguda pós-operatória é fundamental para o seu controle efetivo, pois quando não tratada acarreta alterações nocivas ao organismo. Este estudo teve como objetivo analisar a mudança na prescrição de analgésicos no período pós-operatório de cirurgias gerais antes e após a apresentação de simpósio e o fornecimento de manual sobre tratamento da dor. MÉTODO: Estudo prospectivo com 45 pacientes, com idade entre 18 e 70 anos, submetidos a cirurgias gerais, avaliando a efetividade da analgesia pós-operatória pela aplicação da escala numérica da dor e análise da prescrição dos analgésicos, antes e após a apresentação de palestra e o fornecimento de manual sobre tratamento da dor pós-operatória, para os médicos assistentes, residentes e internos da Clinica Cirúrgica de um hospital escola de médio porte. RESULTADOS: No grupo controle, a intensidade da dor foi 3,64 ± 3,2 na 1ª hora, 4,24 ± 2,9 em 12 horas, 4,84 ± 2,2 em 24 horas e 4,08 ± 2,3 em 48 horas. No grupo pós-estudo, a intensidade da dor foi 2,85 ± 2,8 em 1 hora, 2,90 ± 2,7 em 12 horas 2,25 ± 2,6 em 24 horas e 1,95 ± 2,4 em 48 horas. Não houve diferença estatística significativa entre as diferentes horas do mesmo grupo, mas existiu uma diferença entre a 24ª hora do grupo controle em relação ao grupo estudo (p < 0,001), e entre a 48ª hora de grupo controle em relação ao grupo estudo (p < 0,005). CONCLUSÃO: A intervenção proposta gerou mudanças discretas nas prescrições analgésicas pós-operatórias, porém suficientes para proporcionar diminuição na intensidade da dor em alguns momentos do estudo.

Keywords : Analgesia; Avaliação da dor; Cirurgia.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License