SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Influence of osteopathic manipulation on blood flow velocity of the cerebral circulation in chronic mechanical neck painPhysiotherapy in primary dysmenorrhea: literature review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Dor

Print version ISSN 1806-0013

Abstract

BERTOLINI, Gladson Ricardo Flor et al. Comparação do ultrassom terapêutico contínuo e pulsado na hiperalgesia de joelho de ratos Wistar. Rev. dor [online]. 2014, vol.15, n.4, pp.287-289. ISSN 1806-0013.  http://dx.doi.org/10.5935/1806-0013.20140062.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:

Dentre os agentes eletrotérmicos o ultrassom é um dos mais comuns, contudo, há insuficiente evidência dos efeitos benéficos com os parâmetros correntemente utilizados. Assim, o objetivo deste estudo foi comparar o efeito do ultrassom terapêutico contínuo e pulsado sobre hiperalgesia e edema experimentais em joelhos de ratos Wistar.

MÉTODOS:

Foram utilizados 18 ratos, divididos em três grupos: GC - grupo controle; GUP - tratado com ultrassom pulsado 50%; e, GUC - ultrassom contínuo. Para realizar a lesão, os animais foram contidos manualmente e 100μL de solução de formalina a 5% foram injetados no espaço tíbio-femoral direito. Para avaliação da nocicepção foi utilizado o filamento de Von Frey digital, na face medial da articulação, até a retirada do membro. A avaliação do edema foi realizada com paquimetria médiolateral ao joelho. As avaliações ocorreram no momento pré-lesão (AV1), após 15 (AV2), 30 (AV3) e 60 (AV4) minutos da lesão. Após AV2, foi iniciado o tratamento com ultrassom com 0,4W/ cm2 (SATA), de forma pulsada ou contínua.

RESULTADOS:

Para GC, houve a presença de hipernocicepção, sem retorno aos valores basais. Para GUP houve retorno aos valores basais a partir de AV3 e para o ultrassom contínuo em AV4. Para o edema, os três grupos apresentaram comportamento semelhante, com formação em AV2, sem redução posterior.

CONCLUSÃO:

O ultrassom terapêutico mostrou-se eficaz para redução do quadro nociceptivo, sendo que a forma pulsada mostrou resultados precocemente ao contínuo, contudo, ambas as formas de aplicação não tiveram efeito sobre a formação e manutenção do edema agudo.

Keywords : Edema; Mensuração da dor; Terapia por ultrassom.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )