SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 suppl.1Concept of acute neuropathic pain. The role of nervi nervorum in the distinction between acute nociceptive and neuropathic painClinical presentation and diagnosis of neuropathic pain author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Dor

Print version ISSN 1806-0013On-line version ISSN 2317-6393

Abstract

POSSO, Irimar de Paula; PALMEIRA, Cláudia Carneiro de Araújo  and  VIEIRA, Érica Brandão de Moraes. Epidemiologia da dor neuropática. Rev. dor [online]. 2016, vol.17, suppl.1, pp.11-14. ISSN 2317-6393.  https://doi.org/10.5935/1806-0013.20160039.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:

A prevalência da dor neuropática é variada de acordo com a situação específica, devido às múltiplas etiologias e modos de manifestar-se, podendo localizar‐se em qualquer nível do sistema nervoso, sendo classificada como periférica ou central. A classificação tem sido modificada com alguma frequência pela International Association for the Study of Pain nos últimos anos, podendo, por exemplo, ser classificada em possível, provável e definitiva. Nesta breve revisão, são analisados aspectos da epidemiologia da dor neuropática na população em geral, no Brasil e em diversas situações clínicas.

CONTEÚDO:

Os dados sobre a prevalência de dor com característica neuropática na população em geral não são fidedignos devido a grande heterogeneidade dos estudos, as diferentes definições e aos métodos de avaliação utilizados. As mesmas dificuldades são encontradas quando se analisa a prevalência de dor com característica neuropática no Brasil. A prevalência e/ ou incidência nas diversas situações clínicas varia de acordo com a situação clinica específica, uma vez que tem múltiplas etiologias e pode localizar‐se em qualquer nível do sistema nervoso. As situações clínicas em que a dor neuropática é mais frequente são o herpes-zoster, a diabetes, a hanseníase, o câncer, a infecção por vírus da imunodeficiência humana, síndrome do túnel do carpo, a neuralgia do trigêmeo e do glossofaríngeo, a lombalgia, e também as doenças neurológicas centrais.

CONCLUSÃO:

Os dados de incidência e/ou prevalência da dor crônica com característica neuropática são muito diversos, apesar desse tipo de dor ser bastante estudado atualmente, os estudos epidemiológicos são relativamente escassos e a metodologia usada é muito variada.

Keywords : Dor crônica; Dor neuropática; Epidemiologia; Incidência.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )