SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número4Resistência aos medicamentos anti-tuberculose de cepas de Mycobacterium tuberculosis isoladas de pacientes atendidos em hospital geral de referência para tratamento de AIDS no Rio de JaneiroPrevalência da prova tuberculínica positiva entre alunos da Faculdade de Medicina de Campos (RJ) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Jornal Brasileiro de Pneumologia

versão impressa ISSN 1806-3713

Resumo

OGUSKU, Mauricio Morishi  e  SALEM, Julia Ignez. Análise de diferentes primers utilizados na PCR visando ao diagnóstico da tuberculose no Estado do Amazonas. J. bras. pneumol. [online]. 2004, vol.30, n.4, pp. 343-349. ISSN 1806-3713.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132004000400008.

INTRODUÇÃO: Há diferentes primers sendo testados para a detecção do DNA do Mycobacterium tuberculosis. A acuidade da reação em cadeia da polimerase (PCR) depende da existência da seqüência alvo no bacilo e de os testes serem realizados em cepas isoladas ou em amostras clínicas. OBJETIVO: Verificar a presença das seqüências de DNA alvo mais relatadas na literatura para o diagnóstico da tuberculose em amostras clínicas usando como controle positivo as respectivas cepas de M. tuberculosis isoladas. MÉTODO: Oitenta e uma amostras clínicas de pacientes com suspeita de tuberculose foram submetidas à baciloscopia e cultivo. A técnica de PCR foi realizada nas amostras clínicas e cepas isoladas com primers específicos para os seguintes alvos: IS6110, 65 kDa, 38 kDa e MPB64. RESULTADOS: Em 24 amostras com baciloscopia e cultivo negativos, a PCR também foi negativa com todos os primers testados. Em 19 amostras com baciloscopia positiva e nas cepas isoladas obteve-se 100% de resultados positivos nas PCR, exceto nas PCR em amostras clínicas com os primers para a seqüência MPB64 (89,4%). Em 38 amostras com baciloscopia negativa e cultivo positivo, as PCR tiveram resultados variáveis, sendo que os primers específicos que amplificam o fragmento de 123 pb da seqüência IS6110 foram os que forneceram os maiores percentuais de positividade (92,1%), concordância diagnóstica (0,9143), co-positividade (94,7%) e co-negatividade (100%). CONCLUSÃO: As seqüências IS6110, 38 kDa, MPB64 e 65 kDa foram encontradas no genoma de todas as cepas de M. tuberculosis isoladas desses pacientes do Estado do Amazonas. O protocolo utilizado no processamento das amostras clínicas e os primers específicos utilizados para amplificação do fragmento de 123 pb da seqüência IS6110 demonstraram maior eficiência no diagnóstico da tuberculose pulmonar (paucibacilar) em comparação com a literatura.

Palavras-chave : Primers [PCR]; Diagnóstico [Tuberculose]; Mycobacterium tuberculosis.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês