SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número2Prevalência de sintomas de asma e tratamento de crianças e adolescentes de 2 a 14 anos no Campus Aproximado da PUCRS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Pneumologia

versão impressa ISSN 1806-3713versão On-line ISSN 1806-3756

Resumo

WILD, Lúcia Bartmann; DIAS, Alexandre Simões; FISCHER, Gilberto Bueno  e  RECH, Daniele Ruzzante. Avaliação funcional pulmonar em crianças e adolescentes asmáticos: comparação entre a micro espirometria e a espirometria convencional. J. bras. pneumol. [online]. 2005, vol.31, n.2, pp.97-102. ISSN 1806-3713.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132005000200003.

INTRODUÇÃO: A espirometria é muito utilizada no diagnóstico e na quantificação dos distúrbios ventilatórios como a asma. O micro espirômetro é um equipamento portátil e de fácil utilização que pode substituir o espirômetro convencional, embora existam poucas evidências de sua acurácia. OBJETIVO: Comparar o micro espirômetro com o espirômetro convencional em crianças e adolescentes asmáticos. MÉTODO: Os aparelhos utilizados foram o Micro Spirometer, da marca Micro Medical, e o espirômetro convencional Cosmed-Pony graphic 3.5, ambos com turbinômetros (sensores de fluxo). Foram incluídos na amostra 62 crianças e adolescentes, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre cinco e dezesseis anos, com diagnóstico clínico de asma, em acompanhamento em serviço de Pneumologia. Os exames espirométricos foram realizados dentro das normas da American Thoracic Society e da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Primeiro realizou-se a micro espirometria e em seguida, com o mesmo paciente, realizou-se a espirometria convencional. Os parâmetros analisados em ambos os aparelhos foram: capacidade vital forçada, volume expiratório forçado no primeiro segundo e pico de fluxo expiratório. Os dados foram analisados através do teste t de Student (pareado) e do teste de correlação de Pearson. RESULTADOS: Obteve-se forte correlação entre os parâmetros analisados nos dois aparelhos: para volume expiratório forçado no primeiro segundo r = 0,97, para capacidade vital forçada r = 0,97, e para pico de fluxo expiratório r = 0,91. CONCLUSÃO: Os resultados demonstraram que o micro espirômetro é um equipamento diagnóstico útil, que pode ser utilizado quando o espirômetro convencional não estiver disponível.

Palavras-chave : Asma; Espirometria; Micro espirômetro; Ventilação pulmonar.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons