SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue1Idiopathic tracheal stenosis: a report of four casesHereditary hemorrhagic telangiectasia: a rare cause of severe anemia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Pneumologia

Print version ISSN 1806-3713

Abstract

CREMA, Eduardo et al. Fístula esôfago-traqueal após ingestão cáustica. J. bras. pneumol. [online]. 2007, vol.33, n.1, pp. 105-108. ISSN 1806-3713.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132007000100019.

As fístulas esôfago-traqueais são incomuns e apresentam diversas etiologias, entre elas, a queimadura química esofágica devida à ingestão cáustica. Relatamos o caso de um paciente de 27 anos com história de ingestão cáustica havia catorze dias, com dor retroesternal em queimação, fraqueza, tosse com escarro purulento e dispnéia associada à rouquidão no último dia. A endoscopia digestiva alta e a broncofibroscopia revelaram fístula esôfago-traqueal. O tratamento consistiu no suporte clínico, drenagem torácica bilateral, exclusão do transito esofágico com esofagostomia cervical terminal e gastrostomia. Houve cicatrização espontânea da fístula esôfago traqueal em seis semanas. Posteriormente, realizou-se a reconstrução do trânsito alimentar através de faringocoloplastia. A evolução pós-operatória foi satisfatória.

Keywords : Fístula traqueoesofágica [etiologia]; Fístula traqueoesofágica [cirurgia]; Perfuração esofágica [induzido quimicamente]; Cólon [cirurgia].

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese