SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número6Resposta broncodilatadora imediata ao formoterol em doença pulmonar obstrutiva crônica com pouca reversibilidadeAvaliação da qualidade de vida em pacientes com câncer de pulmão através da aplicação do questionário Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Pneumologia

versão impressa ISSN 1806-3713versão On-line ISSN 1806-3756

Resumo

AVENA, Katia de Miranda et al. Efeitos da tosse manualmente assistida sobre a mecânica do sistema respiratório de pacientes em suporte ventilatório total. J. bras. pneumol. [online]. 2008, vol.34, n.6, pp.380-386. ISSN 1806-3713.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132008000600008.

OBJETIVO: A tosse manualmente assistida (TMA) consiste na compressão vigorosa do tórax no início da expiração espontânea ou da fase expiratória da ventilação mecânica. Tendo em vista a utilização rotineira da TMA na unidade de terapia intensiva, a proposta deste estudo foi analisar os efeitos dessa técnica no comportamento da mecânica do sistema respiratório de pacientes submetidos a suporte ventilatório total. MÉTODOS: Foram estudados 16 pacientes intubados, sedados e submetidos à ventilação mecânica controlada, sem participação interativa com o ventilador. A mecânica do sistema respiratório e a saturação periférica de oxigênio foram mensuradas antes e após a aplicação de TMA e após a aspiração traqueal. Foram realizadas 10 aplicações bilaterais da técnica por paciente, com intervalos de 3 ciclos respiratórios entre cada aplicação. RESULTADOS: Os dados evidenciaram a diminuição da pressão resistiva e da resistência do sistema respiratório e aumento da saturação periférica de oxigênio após a aplicação da TMA associada à aspiração traqueal. Não foram evidenciadas alterações das pressões de pico, platô e complacência do sistema respiratório após a aplicação da TMA. CONCLUSÕES: A TMA foi capaz de alterar a mecânica do sistema respiratório, mais especificamente aumentando as forças resistivas através do deslocamento de secreção. A técnica pode ser considerada eficaz e segura para pacientes em pós-operatório imediato. A associação entre TMA e aspiração traqueal mostrou-se benéfica, alcançando os objetivos propostos: deslocamento e remoção de secreção das vias aéreas.

Palavras-chave : Tosse; Secreção; Mecânica respiratória; Respiração artificial.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons