SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número3Monitoramento epidemiológico da tuberculose em um hospital geral universitárioCitoesqueleto e mecanotransdução na fisiopatologia da lesão pulmonar induzida por ventilador índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Jornal Brasileiro de Pneumologia

versão impressa ISSN 1806-3713

Resumo

RODRIGUES, Gustavo da Silva et al. Associação entre paracoccidioidomicose e câncer. J. bras. pneumol. [online]. 2010, vol.36, n.3, pp. 356-362. ISSN 1806-3713.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132010000300014.

OBJETIVO: Analisar a associação entre paracoccidioidomicose (Pcm) e câncer e realizar uma revisão da literatura sobre esse tópico. MÉTODOS: Revisão retrospectiva de 25 casos diagnosticados com Pcm e câncer, extraídos de uma série de 808 casos consecutivos de pacientes adultos diagnosticados com Pcm com base nos testes realizados no Laboratório de Micologia da Santa Casa Complexo Hospitalar de Porto Alegre (RS), entre 1972 e 2007. O diagnóstico de Pcm foi confirmado através de exame microscópico direto, exame histopatológico ou imunodifusão. Todos os casos de câncer foram confirmados por exame histopatológico ou citopatológico. RESULTADOS: Sintomas respiratórios foram as principais queixas dos pacientes. O envolvimento pulmonar foi o achado mais predominante, seguido pelo tegumentar e linfático. O tipo de tumor mais prevalente foi o carcinoma brônquico, em 15 casos, seguido de outros tipos de carcinoma, e 1 paciente apresentou linfoma de Hodgkin. Em 16 pacientes (64%), o sítio de Pcm era o mesmo do tumor. Na maioria dos casos, o tratamento de Pcm consistiu na administração isolada de sulfanilamida, sulfametoxazol-trimetoprim, cetoconazol, itraconazol ou anfotericina B. A cirurgia foi o tratamento mais comum para o câncer, seguida de radioterapia e quimioterapia. Dos 25 pacientes, 12 foram curados para Pcm, e 4 faleceram. Em 9, o desfecho final era desconhecido. A prevalência de câncer de pulmão na população geral na área em estudo foi significativamente maior em fumantes com Pcm que em fumantes sem Pcm (p < 0,001). CONCLUSÕES: .O diagnóstico de Pcm parece aumentar o risco de câncer de pulmão.

Palavras-chave : Paracoccidioides; Paracoccidioidomicose; Neoplasias.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês